Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 15 de Outubro de 2019

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Agricultura

Estado confirma o Programa Troca-Troca

21 de julho de 2017 às 14h08

A Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), anuncia que já autorizou a distribuição de sementes de milho e sorgo, do Programa Troca-troca. Ao todo são mais de 185 mil sacas, beneficiando 63.300 agricultores familiares em 424 municípios do Estado.

Segundo o órgão estadual, o governo gaúcho está investindo R$ 34,5 milhões e deste valor uma parte retorna, após a colheita, que é a contrapartida dos participantes do programa, os próprios produtores ou na maioria dos casos os municípios que assumem uma parcela em forma de subsídio ou incentivo à produção.

As prefeituras, Sindicatos de Trabalhadores Rurais ou mesmo Cooperativas farão a distribuição das sementes, observando as quantidades reservadas no momento oportuno.

Destaque-se que o programa que já tem uma longa história no Rio Grande do Sul, continua sendo atrativo, especialmente para os pequenos agricultores, das regiões produtoras de leite, que utilizam o milho para alimentação dos rebanhos, em forma de silagem.

“Rumos e desafios da cadeia do leite no RS”

Enquanto entidades representantes do setor de produção, industrialização e comercialização do leite promoveram mobilizações em Brasília, na semana anterior, fatos retratados na edição passada, aconteceu na Univates um debate sobre os rumos e desafios do setor, reunindo entidades e produtores.

Dois aspectos foram apontados como sendo fundamentais para a sobrevivência da atividade: a imediata suspensão das importações de leite do Uruguai e que o produtor saiba o valor que irá receber, no momento em que ele entrega o leite para a indústria. Justifica-se esta reivindicação no fato, por exemplo, de que quando o produtor adquire qualquer insumo, seja ração, medicamentos, combustíveis e outros, os preços já estão tabelados, ao contrário do leite que entre a entrega e o recebimento da conta, pode ter o seu valor alterado ou no mínimo fica uma incógnita.

Pela persistência desses problemas que não encontram soluções, as entidades que representam os produtores sugerem mudanças no Instituto Gaúcho do Leite – IGL, por entenderem que o órgão não consegue satisfazer e atender aos interesses da categoria.

Seminário Regional de Jovens Rurais

Em uma iniciativa dos Sindicatos de Trabalhadores Rurais da Regional do Vale do Taquari, Fetag-RS e Emater, acontece nesta sexta-feira, 21, a segunda edição do Seminário Regional de Jovens Rurais, com o tema “Juventude Rural no Rumo Certo”, na cidade de Sério.

Além de trocas de experiências exitosas, de palestras sobre empreendedorismo, e gestão na propriedade, os jovens farão visitas a propriedades com atividades diversificadas, participando, ainda, de uma festividade para comemorar o dia do Colono e Motorista.

A estimativa dos promotores é de que mais de uma centena de jovens rurais, de todos os municípios que integram a Regional Sindical participem do Seminário que tem, acima de tudo, o objetivo de motivar os futuros agricultores a permanecerem nas atividades rurais, oferecendo-lhes ferramentas para a superação das maiores dificuldades e obstáculos.

PARABÉNS COLONOS E MOTORISTAS

De forma antecipada, esta Coluna deseja uma justa e merecida celebração do dia dedicado a essas duas categorias de profissionais do maior e melhor conceito. Faço coro a todas as manifestações, mensagens inseridas nesta edição do AT.

Por daiane