Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 04 de Julho de 2020

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Geral

Associados lançam movimento em defesa da Certel

, 9 de julho de 2017 às 10h00

Nem todos estão satisfeitos com os rumos da Certel, de Teutônia. Preocupados com o futuro da cooperativa, associados da cooperativa, de vários municípios onde a organização atua, lançaram na noite de quarta-feira (28), em Teutônia, o movimento denominado Reconstrução. Garantir que a Certel Energia possa manter seus serviços com qualidade na distribuição de energia elétrica; resguardar o patrimônio investido pelos associados e estabilizar a situação econômico-financeira das cooperativas – Energia e Desenvolvimento – são alguns dos objetivos. Um dos líderes, Alexandre Marcelo Schneider, que por 25 anos atuou na Certel, afirmou que a situação atual é preocupante e que é necessário que os associados se mobilizem em defesa do patrimônio, que é de todos. “Nosso objetivo é buscar soluções conjuntas para os problemas, que é o espírito do cooperativismo”, enfatizou.

Os mais de 30 presentes – entre os quais conselheiros, líderes de núcleo da cooperativa e líderes comunitários – relataram diversas situações para as quais, segundo eles, é preciso mais transparência por parte dos gestores. Este, aliás, é outro objetivo da mobilização, que busca ainda ampliar a participação de segmentos do quadro social que hoje ainda não estejam representados; montar um plano de trabalho transparente, que possa ser acompanhado pelo quadro social, e preparar a cooperativa para o futuro. “Um dos principais focos é mais transparência”, reforçou Schneider. O encontro serviu para oficializar o movimento e, a partir de agora, serão buscadas novas adesões em torno de suas propostas.

Para Schneider, a Certel não adota mais os preceitos do cooperativismo, distanciou-se deles, o que motivou seu desligamento da cooperativa e a criação do movimento. Ele lembra que sábado, dia 1º de julho, foi comemorado o Dia Internacional do Cooperativismo e, por isto, os associados da Certel não podem deixar que ela perca esta essência. Apresentando números da situação atual da organização ele é enfático: “Ainda está em tempo de salvar o patrimônio da Certel Desenvolvimento e evitar que a Certel Energia siga o mesmo caminho”.

Depois deste, novos encontros serão marcados, com a participação dos associados, ampliando e fortalecendo a mobilização. Participaram da reunião da semana passada representantes de municípios como Teutônia, Boa Vista do Sul, Santa Clara do Sul, Westfália, Boqueirão do Leão, Canudos do Vale, Lajeado, Tupandi, Barão, Forquetinha, Poço das Antas, Progresso e Travesseiro.

 

O que diz a Certel

 

Em nota encaminhada no decorrer desta semana, a direção da Certel reitera que o planejamento estratégico tem como meta principal o fortalecimento de todas as atividades. “Nossos planos, além de passar pela recuperação de receita, redução de custos, venda de ativos, repactuação dos financiamentos, saída de alguns negócios, readequações de pessoas e processos, exigem severo controle em todas atividades”.

O documento diz que houve recuperação no fluxo de caixa e redução de custos, bem como a adequação de todas as operações das cooperativas quanto aos seus custos e receitas. “Saímos de alguns negócios. Foram atitudes drásticas que atingiram pessoas, porém necessárias para o momento econômico nacional, bem como para as atividades da Certel”.

Na nota assinada pelo presidente Erineo José Hennemann consta que os investimentos estão sendo realizados pensando numa infraestrutura energética que garanta o fornecimento de qualidade no mínimo para os próximos 15 anos. “Recentemente, renovamos nossa frota de caminhões e camionetes, equipando-os para atender melhor os nossos associados. Fornecemos a energia mais barata do Rio Grande do Sul. Graças aos investimentos realizados durante toda a história da Certel, este feito é comemorado por todos os nossos associados. Somos a maior e mais antiga cooperativa de energia do país, e sinto orgulhoso de ser hoje o presidente. Trabalhamos duro, e assim continuaremos, focados nos resultados que estamos conseguindo com o apoio de todos: nossos associados, comunidades e colegas funcionários.

O reconhecimento e a satisfação do nosso associado não representa apenas uma pequena ilha, mas um grande universo que passa dos 95%, como apurado em pesquisas recentes. A confiabilidade hoje constatada pelo associado não depende apenas de uma pessoa, mas de um amplo e qualificado conhecimento de todos que nos auxiliam na tomada de decisões.

Nestes 61 anos de atividades, conquistamos respeito e um grande orgulho e assumimos o efetivo compromisso com as comunidades e os associados. Estamos plantando o bem com o entusiasmo e a coragem que o momento econômico exige, e demonstrando o nosso conceito ‘A força que nos une’”.

Por daiane