Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 15 de Setembro de 2019

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Política

Prefeito de Pouso Novo veta turno único

, 23 de junho de 2017 às 9h20

Os vereadores de Pouso Novo estiveram reunidos na quarta-feira, dia 21, na segunda sessão ordinária do mês de junho. Nesta sessão retornou para Câmara o projeto aprovado com emenda dos vereadores na primeira sessão de junho, que institui turno único de trabalho para as secretarias de Obras e da Agricultura. O projeto teve veto proferido pelo prefeito Aloisio Brock, que indeferiu a emenda que alterou o horário do turno único das 7h às 13h e não o horário que constava no projeto original, que era das 11h às 17h. A matéria continua baixada na Câmara.

Foi aprovado com quatro votos favoráveis da bancada situacionista e três votos contrários (vereadores da oposição) o projeto de lei que solicitava autorização por parte do Poder Executivo para a criação de quarteirão com área superior a 130 metros de extensão para fins de regularização fundiária. O vereador Noemar Vaz de Oliveira (Janga) se absteve de votar o projeto.

Também recebeu parecer favorável o projeto que autoriza o município a disponibilizar um espaço público para a instalação de equipamentos e audiovisuais doados pelo Sicredi e o projeto que permite ao Poder Executivo, para fins de regularização e aprovação do projeto de construção do CTG Tropilhas da Serra, a ocupação de recuo obrigatório de dois metros para construção da entrada do prédio, conforme estabelece Lei Municipal. A matéria teve voto contrário de Kiko Degasperi.

Foi rejeitado por cinco votos contra três, o projeto legislativo do vereador Roges Gheno (PDT), que dispõe sobre o exercício do poder de fiscalização dos vereadores, indicando livre acesso durante diligências em órgãos públicos da administração direta e indireta, autarquias e fundações, bem como nas empresas privadas prestadoras de serviços públicos.

Continuam baixados na Câmara o projeto que dispõe sobre o Plano Plurianual para o quadriênio 2018/2021, definindo planos e metas a serem desenvolvidas e o projeto que autoriza o município a firmar convênio com a Rádio FM Eco da Serra com repasse mensal de R$ 600 para divulgação de notas e avisos da prefeitura.

Por daiane