Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 18 de Setembro de 2019

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Economia

Preços caíram e consumidor pode avaliar custo-benefício

, 21 de abril de 2017 às 9h30

Para surpresa dos consumidores, pela primeira vez na história recente uma notícia positiva envolvendo a comercialização de combustíveis. Desde o início de 2017, em praticamente todos os meses, houve redução nos preços do óleo diesel, gasolina e etanol, que girou entre R$0,10 e R$ 0,20.

A justificativa é a nova política de gestão da Petrobras, que agora segue indexadores do mercado internacional e a queda de 40% do preço do álcool anidro, que representa 27% da composição da gasolina. Por isso, a redução do valor nas refinarias em Canoas, Região Metropolitana, estaria chegando às bombas de todo o RS.

Em Arroio do Meio, o litro da gasolina nos oito postos varia entre R$ 3,69 e R$ 4,09. O diesel entre R$ 2,71 e R$ 3,42. E o etanol entre R$ 3,59 e R$ 3,87. O último apenas é comercializado em dois postos que estão situados próximos a ERS-130, nos bairros São Caetano e Aimoré.

A maioria dos estabelecimentos estende descontos ou concede mais prazo à frotistas ou associações. A promoção varia conforme o volume consumido. Outra novidade é a concessão de descontos de até 2,5% para quem paga à vista com dinheiro. “Está relacionada à taxa cobrada pelos bancos no uso de cartões ou cheques. Nada mais justo que estender aos clientes”, observa o gerente do posto Fórmula, Astério Davies.

Já o gerente do Posto Rumo do Centro, Jorge Oliveira, argumenta que a bandeira Quality tem proporcionado políticas de negócios e ofertas diferenciadas. “Buscamos o combustível na mesma refinaria dos concorrentes. Creio que as outras bandeiras do mercado usam a tradição para elevar lucro”, argumenta.

O empresário Adaílton Cezar Cé, que integra o setor desde a década de 1970, afirma que o preço mais elevado das bandeiras tradicionais se deve ao rigoroso controle de qualidade e fiscalização, na refinaria, distribuidora, transporte e comercialização. “Trabalhamos com uma das marcas mais confiáveis do país e tratamos os clientes de acordo com esta realidade. Os consumidores devem ficar atentos à média de consumo por quilômetro e comportamento do motor. Cada um deve analisar seu caso e os investimentos realizados em seus veículos. Não posso avaliar a prática dos concorrentes, mas há muitas abastecedoras da região recebendo combustível de Curitiba”, ressalva.

Já o empresário José Elton Lorscheiter, o Pantera, complementa: “não há como fazer milagres”, repercute.

Paralelamente todos os postos oferecem serviços como lavagens e trocas de óleo com promoções atreladas ao consumo dos clientes.

Por daiane