Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 26 de Agosto de 2019

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Saúde

Meninos também serão vacinados contra HPV

, 6 de janeiro de 2017 às 8h31

Brasil – Meninos na faixa etária de 12 a 13 anos serão vacinados contra o HPV pelo Sistema Único de Saúde (SUS) nos postos de vacinação de todo o país. Até o ano passado, esta imunização era feita apenas em meninas. O Brasil é o primeiro país da América do Sul e o sétimo do mundo a oferecer a vacina contra o HPV para meninos em programas nacionais de imunizações. A faixa-etária será ampliada, gradativamente, até 2020, quando serão incluídos os meninos com 9 anos até 13 anos.

A expectativa é imunizar mais de 3,6 milhões de meninos em 2017, além de 99,5 mil crianças e jovens de 9 a 26 anos vivendo com HIV/Aids, que também passarão a receber as doses. Para isso, o Ministério da Saúde adquiriu seis milhões de doses, ao custo de R$ 288,4 milhões.

O esquema vacinal para os meninos contra HPV é de duas doses, com seis meses de intervalo entre elas. Para os que vivem com HIV, a faixa etária é mais ampla (9 a 26 anos) e o esquema vacinal é de três doses (intervalo de 0, 2 e 6 meses). No caso dos portadores de HIV, é necessário apresentar prescrição médica.

A estratégia tem como objetivo proteger contra os cânceres de pênis, garganta e ânus, doenças que estão diretamente relacionadas ao HPV. A definição da faixa-etária para a vacinação visa proteger as crianças antes do início da vida sexual e, portanto, antes do contato com o vírus.

A vacina disponibilizada para os meninos é a quadrivalente, que já é oferecida desde 2014 pelo SUS para as meninas. Confere proteção contra quatro subtipos do vírus HPV (6, 11, 16 e 18), com 98% de eficácia para quem segue corretamente o esquema vacinal.

Confira como será a oferta de vacinas para meninos por ano:

2017 – meninos de 12 e 13 anos

2018 – meninos de 11 e 12 anos

2019 – meninos de 10 e 11 anos

2020 – meninos de 9 e 10 anos

Em Arroio do Meio as doses que garantem a imunização dos meninos, ainda não chegaram. A equipe da secretaria de Saúde já recebeu a Instrução Normativa e segue a orientação da 16ª Coordenadoria Regional de Saúde para aguardar até o início do ano escolar.

Por daiane