Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 16 de Setembro de 2019

O Alto Taquari - Cotidiano

Jornal da Semana
Saúde

Acabe com a dor nas costas com a quiropraxia

, 2 de dezembro de 2016 às 14h19

A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que 80% da população tem ou terá uma crise de dor nas costas ao longo da vida, destes, 90% terá mais de um episódio. Estudos da Sociedade Brasileira de Reumatologia confirmam esses dados afirmando que quatro em cada cinco brasileiros têm ou terão uma dor importante na coluna. A coluna é a articulação mais importante do corpo. Além de proteger a medula espinhal, ela proporciona diversos movimentos e sustentação ao corpo humano.

De acordo com o quiropraxista Ândreo Bersch Sturmer, na maioria das vezes as causas da dor estão associadas com alguns hábitos diários, que cumulativamente geram pequenas lesões: “Sedentarismo, má postura, permanência na mesma posição durante muito tempo e sobrepeso são algumas das principais causas de problemas de coluna. Eles aparecem em pessoas cada vez mais jovens, até mesmo em crianças, o que antes chegava ao longo da idade.”

Quiropraxia como opção de tratamento

Sem a utilização de medicamentos ou cirurgias, a quiropraxia baseia-se na relação da coluna vertebral com o sistema nervoso central. O realinhamento das articulações, através de ajustes manuais específicos, remove interferências na transmissão nervosa, permitindo que o corpo funcione de forma adequada.

Conforme Andreo, a quiropraxia tem se tornado uma escolha frequente, e bastante eficaz no tratamento de dores na coluna. “O tratamento também pode ser realizado preventivamente antes do aparecimento dos sintomas, promovendo bem-estar e qualidade de vida”, frisa.

Estudos concluem que, além de se mostrar mais eficaz para dor que analgésicos e anti-inflamatórios, a inserção da quiropraxia no tratamento de saúde resultou em uma redução nos custos com cirurgias, exames de imagem e internações hospitalares.

Conhecida como “ajuste”, a técnica utilizada pelos especialistas consiste no movimento rápido e preciso, normalmente acompanhado por um estalo. O processo tende a encurtar o período da dor, propiciando melhora no quadro geral e consequentemente o retorno mais breve do paciente para suas atividades cotidianas.

Segundo Ândreo, além de reduzir as dores, a quiropraxia dá amplitude aos movimentos, diminui a rigidez e espasmos musculares e proporciona a sensação de bem-estar e de relaxamento.

Ele lembra que qualquer pessoa pode recorrer ao tratamento, desde recém-nascidos a idosos. “Embora a tendência seja procurar um especialista apenas com o surgimento da dor, o ideal seria as pessoas se preocuparem com a prevenção. O número de sessões indicadas varia de acordo com a reação do paciente, sendo que todo o tratamento é individual e se baseia na resposta que o organismo vai dar. Na maior parte dos casos os benefícios são sentidos já na primeira sessão”, salienta.

Por daiane