Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 27 de Novembro de 2020

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Educação

Programa aproxima comunidade e escola

, 11 de setembro de 2016 às 10h00

Estado – Instituído pela lei número 14.734, o programa Escola Melhor: Sociedade Melhor, visa contribuir com a melhoria e a qualidade do ensino da Rede Pública Estadual. Por meio do projeto, empresas e pessoas físicas podem firmar parcerias com as escolas de forma transparente, sempre com o aval da comunidade.

Todas as escolas estaduais podem participar, mediante aprovação interna e adesão. Da mesma forma, qualquer empresa pode participar do programa. Basta procurar diretamente a escola que pretende ajudar. No site www.educação.rs.gov.br há a listagem dos educandários que participam do programa. Pessoas físicas também podem ajudar a melhorar a educação, basta seguir os mesmos passos das empresas. A participação da comunidade poderá acontecer de diversas formas entre elas: doações de recursos materiais às escolas, assim como livros e equipamentos, patrimônio para a manutenção e conservação, reforma e ampliação da estrutura física, disponibilização de banda larga, equipamentos de informática, entre outras doações.

Empresas e pessoas físicas poderão divulgar em suas campanhas publicitárias as ações praticadas através do programa. Para as escolas, a secretaria de Educação também disponibiliza um modelo padrão de placa ou pintura em muro, nos quais podem ser colocados os nomes ou logomarcas das empresas parceiras, que terão de custear o material. Além disso, a empresa ou pessoa física receberá um certificado emitido pelo governador do Estado e pelo secretário da Educação, em razão do importante gesto de colaboração para o ensino público do Rio Grande do Sul.

Qualquer doação é bem-vinda

A coordenadora adjunta da 3° Coordenadoria Regional de Educação (CRE) Greicy Weschenfelder, destaca a importância do projeto para a Escola Guararapes e para a comunidade na qual o educandário está inserido. Revela que as doações são importantes para melhorar o ambiente escolar e, desta forma, toda a comunidade sai ganhando. Observa que toda a comunidade pode participar doando material físico bem como trabalho voluntário.

Greicy cita uma escola estadual de Santa Cruz do Sul que reduziu significativamente o gasto de energia elétrica depois de receber a doação de um sistema de energia solar com placas fotovoltaicas doadas por uma empresa local. “Gostaria que a comunidade se sensibilizasse com essa proposta. O Guararapes é o único colégio estadual que temos em Arroio do Meio e muitas pessoas estudaram nele”, frisa.

Escola Guararapes

A diretora da Escola Guararapes, Silvana Saldanha Martins Hanke, observa que a decisão de aderir ao programa foi bem aceita pelo Círculo de Pais e Mestres (CPM). Para apresentar o programa uma reunião foi realizada na escola na qual foram elencadas as principais demandas. Ela diz que o projeto vem ao encontro das necessidades da escola e oportuniza a integração entre educandário e comunidade. Comenta que o projeto possibilita que ex-alunos voltem ao ambiente escolar e possam contribuir para a melhoria da escola. “Precisamos entender que não é a terceirização do ensino e sim uma forma colaborativa da comunidade envolver-se na escola”, salienta.

Silvana lembra que a população de Arroio do Meio é participativa citando parcerias realizadas entre pessoas físicas, empresas e escola. “A Girando Sol doou relógios que foram colocados nas salas de aulas. Em outra oportunidade contribuiu com produtos de limpeza”, observa.

Aos que gostariam de colaborar com a escola, segue a lista das principais necessidades do educandário: melhorar o aspecto do prédio com uma pintura externa; reformar calçadas externas e internas para propiciar maior segurança a alunos, professores e funcionários; aquisição de computadores portáteis e datas show para qualificar o trabalho pedagógico; necessidade de produtos de limpeza para higienização interna e externa do prédio; reforma em banheiros femininos e masculinos com colocação de balcão para pias e vasos sanitários; troca de forro e piso em salas de aulas para maior segurança de alunos, professores e funcionários; e materiais de expediente como cartuchos de tinta, folhas de ofício e pincéis para quadro branco são as principais necessidades do Guararapes.

Por daiane