Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 26 de Outubro de 2020

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Agricultura

Estimativa indica aumento na safra de grãos

, 2 de setembro de 2016 às 1h17

Rio Grande do Sul – Com projeção de colher 29,1 milhões de toneladas de grãos de verão (arroz, feijão 1ª safra, milho e soja) da safra 2016/2017, o Rio Grande do Sul estima a injeção de R$ 30 bilhões em sua economia. O levantamento da Emater, conveniada da Secretaria do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), contabiliza, para a próxima safra de verão no Rio Grande do Sul, uma produção de 29.105.276 toneladas, valor 2,20% maior do que os 28.477.369 colhidos no ciclo que passou. Os números foram apresentados na terça-feira (30), durante um café da manhã com a imprensa, na 39ª Expointer, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio.

A avaliação preliminar indica que a área a ser plantada com as principais culturas de verão do Estado deve ficar bem próxima da área semeada no ano anterior. A variação identificada foi de apenas +1,66%. Se considerado o total semeado com essas culturas, a área cultivada chega a 7,463 milhões de hectares.

“As condições do clima são sempre um desafio para o sucesso das plantações, mas com tecnologia e informação temos conseguido manter, ao longo dos últimos anos, boas safras”, analisou o secretário da SDR, Tarcisio Minetto. A variação foi de 0,64% na área do arroz, -1,39% do feijão 1ª safra, 8,93% no milho e 0,90% para a área da soja. Importante para a produção leiteira, o plantio de milho destinado à produção de silagem segue com aumento constante nos últimos anos, sendo que para esta safra é de 1,60%. “Se confirmada a safra de 4,7 milhões de toneladas, isso não atende à demanda do estado, que é de 6 milhões de toneladas”, destacou Minetto.

 

Por daiane