Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 21 de Março de 2019

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Economia

Chegada do frio eleva venda de fogões a lenha

, 20 de maio de 2016 às 10h03

Arroio do Meio – Com a chegada do inverno e do frio intenso, as vendas de equipamentos como aquecedores, lareiras e fogões a lenha disparam. São inúmeras, as marcas e modelos de produtos disponíveis no mercado, destinados a aquecer e trazer um pouco mais de conforto, nesse período em que as temperaturas chegam facilmente próximas a zero. Conhecer as possibilidades e quais vantagens cada um oferece, além de levar em consideração o ambiente que vai receber o equipamento é importante. No município o fogão a lenha é o preferido, pela praticidade que oferece. Além de aquecer o ambiente, ele é usado para outros fins, como aquecer água e cozinhar.

A gerente de uma loja de eletrodomésticos de Arroio do Meio, Sandra Hillesheim, fala que as vendas de fogões se intensificam no período de maio a julho. Nessa época do ano chega a vender 15 unidades por mês. “Espero vender 50 fogões até o fim desse inverno”, revela.

O número 1, de tamanho intermediário e que custa em média R$ 700, é o preferido pelos clientes. O preço varia conforme a marca e o modelo. Há fogões que custam até R$ 2,5 mil. Ainda existem aqueles em estilo retrô, chamados de século XVIII. Estes, vendidos sob encomenda, têm como principal característica o formato antigo, possuindo atrativos como gabinete e puxadores robustos.

A novidade fica por conta dos fogões que possuem caldeira, uma espécie de reservatório de água quente a qual é retirada por uma torneira que se encontra na parte frontal do fogão. Pessoas com mais de 35 anos, moradores de bairros e da área rural, são o público alvo desse tipo de produto. “Elas gostam muito desse modelo pela praticidade”, observa Sandra.

Em outra loja do município a procura por aquecedores e fogões ainda é pequena. O gerente comenta que neste inverno foram vendidos apenas quatro fogões, mas a expectativa é de que as vendas melhorem no decorrer do período.

Existem outras formas de espantar o frio rigoroso do Rio Grande do Sul, como as charmosas lareiras que podem ser de alvenaria incorporada ao próprio espaço ou de metal. No entanto, a procura por esse tipo de produto é muito pequena entre os arroio-meenses.

Outra opção são os condicionadores de ar split. A exemplo das lareiras tem pouca representatividade nas vendas nessa época do ano. Por se tratar de equipamento que funciona como aquecedor e refrigerador, a comercialização é maior no verão, época mais quente do ano. “Esse tipo de equipamento vendo mais no verão. No inverno não há saída”, explica.

Com preço mais em conta e de fácil utilização, podendo ser transportado de um local para outro, os aquecedores também são utilizados para espantar o frio. No entanto a procura é pequena em lojas de eletrodomésticos do município. Por funcionar com resistência, consomem muita energia, por isso, não são utilizados por longo período. São vários os modelos existentes no mercado e o preço pode variar entre R$ 75 e R$ 290, dependendo da marca e tamanho.

Por daiane