Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 15 de Novembro de 2019

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Economia

Décimo terceiro deve injetar R$ 11 bilhões na economia gaúcha

, 20 de novembro de 2015 às 8h16

Dados divulgados nesta semana pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) apontam que no Rio Grande do Sul deve circular aproximadamente R$ 11 bilhões até o fim do ano proveniente do 13° salário. Os recursos pagos representam em torno de 3% do Produto Interno Bruto (PIB) estadual. O contingente de pessoas no Estado que receberá o 13º foi estimado em 5,7 milhões.

Já na economia brasileira, o pagamento deverá injetar cerca de R$ 173 bilhões até dezembro. O montante representa aproximadamente 2,9% do PIB do país, e será pago aos trabalhadores do mercado formal, inclusive aos empregados domésticos, beneficiários da Previdência Social e aposentados e beneficiários de pensão da União, dos estados e dos municípios. Em torno de 84,4 milhões de brasileiros serão beneficiados com um rendimento adicional de, em média, R$ 1.924,00.

Lojistas com boas expectativas

O 13º salário deve amenizar a queda nas vendas registradas ao longo do ano. O mês de novembro e dezembro é esperado pelos lojistas que vêem a possibilidade de bons negócios em virtude do benefício recebido pelos trabalhadores.

No município a perspectiva é boa. Lojistas esperam recuperar débitos acumulados ao longo do ano. “A maioria das pessoas regularizam a situação com a primeira parcela do 13º para limpar o nome e voltar a comprar no crédito”, afirma o presidente da CDL de Arroio do Meio, Lair Fritzen.

Ele também salienta que os dados da Confederação Nacional do Comércio, que apontam para uma queda de 4,8% nas vendas em relação ao ano passado, não devem se refletir no município, já que Arroio do Meio possui várias indústrias, prestadores de serviços e um setor primário em expansão, forte e variado. “A nossa perspectiva é boa. Esperamos incrementar as vendas”, observa.

Pagar contas e lazer

Além de pagar contas, arroio-meenses usarão o 13º para o lazer. O morador do bairro Navegantes, Joabe Pinheiro, de 20 anos, vai usar o benefício para pagar contas, mas pretende guardar uma parte para viajar nas férias que se aproximam.

A moradora do bairro Rui Barbosa, Simone Feil, pretende colocar as contas em dia e antecipar o pagamento de outras como o IPVA de sua motocicleta. O restante vai usar para fazer uma viagem.

Por daiane