Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 24 de Setembro de 2018

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Geral

Paróquia celebra a padroeira Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

, 3 de julho de 2015 às 9h45

Arroio do Meio - A Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro realiza neste domingo sua tradicional festa comunitária. A celebração terá a participação das 22 comunidades que compõem a paróquia, com seus símbolos e padroeiros, além da presença dos casais jubilares. A missa terá início às 9h30min, seguida de almoço no Salão Paroquial, com homenagem e entrega de mimos aos casais jubilares e animação do Quarteto da Alegria. Cartões para o almoço podem ser adquiridos com membros da diretoria e das comunidades e na Casa Paroquial ao custo de R$ 20 para adultos e R$ 10 para crianças de seis a 12 anos.

Celebrada sempre no primeiro domingo de julho, a festa lembra a passagem do dia da padroeira Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em 27 de junho. Desde os anos 1990 foi incluída a celebração coletiva dos jubileus matrimoniais, de 25, 50 e 60 anos de casamento. “É um grande momento de integração entre as comunidades e de celebração, focando e valorizando a família”, afirma o pároco, padre Alfonso Antoni.

Centenário da Paróquia

A comunidade católica de Arroio do Meio já deu início aos festejos dos 100 anos da paróquia. Ainda em março, em missa que reuniu as 22 comunidades, foi dada a largada para a celebração do centenário. De agosto próximo até junho do ano que vem, todas as comunidades farão uma celebração ou festa. Os festejos culminam com a festa da Matriz, em 3 de julho de 2016. A ideia é não apenas comemorar e sim celebrar e honrar a história destas comunidades. “O centenário tem o enfoque de celebrar, louvar, valorizar e agradecer a todos que ajudaram a construir esta história bonita”, afirma o padre.

Com o intuito de preservar a memória de cada comunidade, está sendo preparado um grande resgate histórico. Este será apresentado por ocasião de cada festa comunitária e, posteriormente, se tornará um livro que também vai trazer uma leitura crítica sobre a participação das igrejas no processo de construção de Arroio do Meio. Há igrejas e comunidades que antecedem a criação da paróquia. “Teve sombras também, nem tudo foram luzes”, diz o pároco.

Para a confecção do livro há o envolvimento direto de cada comunidade, que se encarrega de resgatar suas memórias, fatos e fotos; da Secretaria Municipal de Educação e do Núcleo de Cultura. Na coordenação dos trabalhos para a montagem do livro está o professor e escritor Roque Bersch.

A programação do centenário está sendo coordenada por uma equipe especial, dividida em quatro frentes: divulgação, resgate histórico, festejos e pastoral. “Lançamos uma página da paróquia no Facebook (facebook.com/ParoquiaArroiodoMeio) para colocar fotografias e registros que podem ajudar neste processo de resgate de memórias e, ao mesmo tempo, divulgar o que está sendo feito em relação ao centenário. É um espaço para troca de relatos e informações que podem vir a constar no livro”, afirma Rosali Mantelli, secretária da diretoria e responsável pela divulgação do centenário. Rosali também informa que há um link com informações da paróquia no site da Mitra Diocesana – www.mitrascs.com.br/paroquias/detalhe/22.

Os festejos do centenário também terão um momento de forte apelo pastoral, com a busca do fortalecimento do espírito comunitário e religioso. “Queremos aproveitar este ano do centenário como um tempo de olhar para os desafios de hoje, essa grande mudança que está acontecendo e pensar para frente, num trabalho de evangelização. Como propor o Evangelho para as pessoas daqui para frente? Precisamos fazer esse planejamento pastoral, com organização das comunidades e propostas pastorais”, salienta o padre Alfonso.

Na busca pelo reforço do espírito comunitário, de março a junho de 2016 a imagem da padroeira fará uma peregrinação pelas comunidades. A ideia é fazer, neste período, um trabalho de base, fortalecendo o envolvimento das famílias e da fé, garantindo vida longa às comunidades e à paróquia.

Por daiane