Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 30 de Março de 2020

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Geral

Comarca de Arroio do Meio busca defensor público fixo

, 20 de julho de 2015 às 9h00

Preocupado com o acúmulo dos processos da Comarca de Arroio do Meio, que também atende os municípios de Capitão, Coqueiro Baixo, Nova Bréscia, Travesseiro e Pouso Novo, o prefeito Sidnei Eckert acompanhado de demais membros da Comarca foi até Porto Alegre na segunda-feira para entregar um ofício ao Defensor Público Geral do Estado, Nilton Leonel Arnecke Maria, pedindo a criação de uma vaga fixa de defensor público.

De acordo com o prefeito Sidnei, o trabalho foi feito, agora só depende da aprovação do Defensor Público Geral do Estado. “Existe uma boa possibilidade de termos um defensor público. A presença dos demais prefeitos e da Defensora Pública Kariny também foi importante para o momento”, frisa.

A necessidade de um defensor público fixo para a Comarca foi levantada durante a reunião do Conselho da Comunidade na Execução Penal, que ocorreu na semana passada. Na oportunidade, a defensora pública Kariny Misiero relatou a dificuldade que vem tendo para fazer um bom atendimento à população da Comarca de Arroio do Meio. O principal fato é que atende a Comarca de Estrela e só consegue se descolar a Arroio do Meio uma vez por semana.

Destacou também a importância de tentar trazer um defensor público para a Comarca de Arroio do Meio, já que recentemente foi aberto um concurso para novos defensores. Para enfatizar as dificuldades, apresentou dados que demonstram o alto número de pessoas e processos. No total são mais de 28 mil processos somados as Comarcas de Arroio do Meio e Estrela. Para o atendimento são dois defensores públicos, quatro promotores, quatro juízes e três varas, para atender uma população de 78. 537 pessoas nos municípios de Estrela, Bom Retiro do Sul, Colinas, Fazenda Vilanova, Arroio do Meio, Nova Bréscia, Coqueiro Baixo, Travesseiro, Capitão e Pouso Novo.

Por daiane