Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 18 de Junho de 2019

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Saúde

Hospital inicia residência médica em Psiquiatria

, 7 de março de 2015 às 9h30

Arroio do Meio - O mês de aniversário do Hospital São José marca o início de uma nova etapa para a saúde de Arroio do Meio e região. Além de curar e prevenir de enfermidades, o HSJ alcança outro patamar, passando a atuar também na formação de novos profissionais. Na quarta-feira pela manhã foi iniciada oficialmente a residência médica em Psiquiatria, com a presença dos médicos preceptores, direção e equipe hospitalar, convidados e a médica residente Émile Krüger. O outro residente será apresentado nos próximos dias.

O trabalho já realizado na saúde mental e que hoje coloca o HSJ como referência regional, foi um dos grandes motivadores para que a direção lutasse pela residência em Psiquiatria. Desde 2007, quando a casa de saúde implantou o atendimento especializado, mais de 1500 pessoas já estiveram internadas nos 12 leitos oferecidos.

Para o diretor José Clóvis Soares a residência médica amplia a abrangência do hospital, que passa a ser também um ambiente de pesquisa e ensino. Disse se tratar de um momento único para a saúde da região e enalteceu o apoio e o comprometimento da Rede Divina Providência para com a saúde e o desenvolvimento dos quatro hospitais que a integram. Da mesma forma, agradeceu aos profissionais que hoje são responsáveis pela saúde mental no hospital e afirmou que todos – pacientes e profissionais – vão ganhar, já que serão mais profissionais atuando no ambiente, proporcionando troca de experiências e mais conhecimento.

A psicóloga Ruth Wissmann Alves apresentou o trabalho realizado na saúde mental e reforçou a fala do diretor, dizendo que a residência médica em Psiquiatria vem a somar. “Estamos aprendendo a cada momento, com os pacientes e agora vamos aprender ainda mais com os novos médicos que se somam à equipe. É um ganho muito grande para nós enquanto hospital e como equipe de saúde mental”.

Com o programa de residência médica, quatro novos profissionais serão incorporados na equipe como preceptores, três psiquiatras – Rafael Moreno, Fábio Vitória e Roberto Lima e um neurologista Francisco Cosme Costa, além de dois novos residentes a cada ano. O psiquiatra Daniel Martins e a médica de família e comunidade Daniela Todeschini, que já atuam na saúde mental, também serão preceptores.

A residência médica em Psiquiatria está vinculada diretamente à Rede Divina Providência e tem duração de três anos. O cronograma da formação foi apresentado pelo psiquiatra Rafael Moreno. A maior parte dos estudos será oferecida no próprio hospital com os pacientes internados, além de aulas teóricas e atendimentos no ambulatório, sempre acompanhados dos preceptores. Nos dois anos seguintes os residentes terão incluídas atividades nos Centros de Atendimento Psico-Social (Caps) de Lajeado e Encantado.

Por daiane