Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 16 de Julho de 2020

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Geral

Defesa Civil realiza 1ª Conferência

, 15 de março de 2014 às 10h00

Foi realizada quarta-feira, dia 12, no auditório do prédio 7 da Univates a primeira Conferência de Proteção da Defesa Civil (1ª CIMPDC). O encontro contou com a participação de autoridades e de representantes da Defesa Civil de 25 municípios do Vale do Taquari e Rio Pardo.

Conforme o coordenador estadual da Defesa Civil, coronel Oscar Luis Moiano, 90% das adversidades em que a Defesa Civil atua se referem a eventos hidrológicos.

Ciente disso, o prefeito Luis Fernando Schmidt lembrou que na cheia do rio Taquari ocorrida em Lajeado, em 2013, nenhuma pessoa teve de ser retirada de casa às pressas sem que pudesse retirar com tranquilidade seus pertences.

A segunda palestra foi proferida pelo professor Luiz Carlos Pinto da Silva, diretor do Centro de Pesquisas e Estudos sobre Desastres CEPED/UFRGS e diretor da Escola de Engenharia da mesma instituição.

Ele falou sobre o projeto de implantação de uma estratégia integrada de prevenção de riscos associados a regimes hidrológicos na bacia dos rios Taquari e Antas. Conforme projeto, até meados de 2014 dados deverão ser colhidos, permitindo que sejam feitas análises de possíveis cenários de cheias e, posteriormente, definidas as estratégias de ação.

O projeto visa destacar o diagnóstico da situação hidrológica da bacia Taquari-Antas e o estabelecimento de uma base de dados georreferência da atualização das informações acerca da vegetação e ocupação do solo e criação de um mapa regional de suscetibilidade e vulnerabilidade potencial de desastres.

Pretende também obter uma avaliação do impacto que poderá ser gerado a partir de intervenções que poderão ocorrer nas bacias. Como por exemplo, construção de reservatórios e diques. O projeto deve ser concluído no início de 2015.

Em seguida, o tenente coronel Vinícius Renner Galvani, coordenador da 11ª Regional da Defesa Civil (REDEC), explanou sobre Integração de Políticas Públicas relacionas à Proteção e à Defesa Civil.

Conforme ele, a Defesa Civil avançou muito nos últimos anos em relação a desastres naturais e a comunidade onde atua. O trabalho feito nos municípios juntamente com a sociedade tem avançado ano a ano. “As pessoas tem entendido o trabalho da instituição, não em sua totalidade. Mas estamos mudando essa cultura progressivamente, afinal eles não estão nessas condições porque querem.”

Grupos para debate

Na parte da tarde, os participantes foram divididos em grupos de trabalho de acordo com os quatro eixos temáticos abordados nas palestras. Após a leitura dos textos de referência, houve debates que culminaram na elaboração de propostas de princípios e diretrizes, posteriormente validados quando os participantes retornaram ao plenário. Por fim, ocorreu a eleição de delegados para a Conferência Estadual, agendada para o dia 16 de abril.

Evento serve como preparatória

Conforme o presidente da comissão organizadora da 1ª CIMPDC e coordenador da Defesa Civil de Lajeado, Gilberto Schmidt, o evento também foi uma etapa preparatória para a 2ª Conferência Nacional de Proteção e Defesa Civil, que será realizada de 27 a 30 de maio de 2014, em Brasília.

Representam Arroio do Meio

Em Arroio do Meio uma reunião também foi realizada no dia 6 deste mês em preparação à conferência estadual que ocorrerá em Porto Alegre. Além do delegado Antenor Francisco dos Santos, foram eleitos outros três representantes: o major Vanderlei da Rosa; o vereador Aloísio Schwarzer e a agente de saúde Jaqueline Martins. Os eleitos no município terão direito a voto na conferencia estadual, onde serão escolhidos 80 delegados para a conferência nacional.

Prevenção contra incêndios

Está agendada para as 17h30min da próxima quarta-feira, reunião entre Administração e vereadores para debater sobre a adequação da legislação de segurança em casas noturnas, estabelecimentos comerciais e de entidades, as novas leis estadual e federal. Na ocasião será definida uma linha de ação.

Conforme o Coordenador Municipal do Secretariado, Klaus Werner Schnack, haverá mudanças na liberação de alvarás. As novas regras passam a vigorar em 2015. O prazo para adequação é considerado curto, tendo em vista o grande número de estabelecimentos em comparação com a estrutura técnica do mercado.

Por daiane