Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 30 de Março de 2020

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Economia

Lucro da cooperativa Dália chega a R$ 45 milhões

, 28 de fevereiro de 2014 às 6h00

Arroio do Meio – “O nosso 2013 foi um ano excepcional”. Assim resumiu o presidente Executivo da Dália Alimentos (Cosuel), Carlos Alberto de Figueiredo Freitas, o balanço do ano passado da cooperativa. O lucro foi de R$ 45,1 milhões, mais que o dobro registrado em 2012, quando a cooperativa atingiu um lucro de R$ 21,5 milhões.

“Temos que comemorar muito, até porque isso não ocorre todos os anos”, relativizou. A informação foi repassada aos associados da Dália Alimentos da região de Arroio do Meio nesta quarta-feira, durante a assembleia programada nas oito regiões de abrangência da cooperativa. O último encontro ocorreu nesta quinta-feira, em Candelária.

Deste lucro, Freitas explicou que, devido a um acordo com o sindicato, 5% deve ser repassado aos funcionários. Outros R$ 14 milhões serão destinados aos associados. O valor será repartido na valorização de capital de cada produtor integrado, diretamente em dinheiro na conta corrente do associado, e também na conta de capitalização. A distribuição é feita desta forma há três anos.

“Nós nunca imaginamos que conseguiríamos distribuir esse valor aos nossos associados”, explanou o administrador.

Freitas acrescentou que o patrimônio líquido da Dália Alimentos é de R$ 121,1 milhões, ante R$ 87,2 milhões atingidos em 2012 – uma valorização de 27,9%. “Isto mostra que a Cosuel é uma cooperativa sólida, economicamente falando.”

Mudança de gestão

Freitas lembrou os associados dos tempos difíceis da cooperativa na década de 1980, quando quase teve as portas fechadas. Produtores e líderes recusaram a proposta e decidiram trabalhar para que a Cosuel tivesse uma real gestão de cooperativa.

Uma comitiva visitou a Europa naquela época. Na Bélgica, recebeu uma palestra do embaixador brasileiro naquele país, que mostrou como funcionava o sistema de cooperativismo.

Devido à essa nova mentalidade, três grandes ações foram definidas, que norteiam a gestão até hoje. A principal é a remuneração mínima ao produtor em um valor médio real do que é pago pelo mercado. Isso causou algumas críticas de outras indústrias, que viam na ação da Dália Alimentos uma maneira de inflacionar o preço do produtor.

Outras características são: fornecimento de insumos de qualidade ao associado a preço de custo; e uma melhor distribuição dos lucros da cooperativa aos associados.

As assembleias regionais começaram no dia 18 e se encerraram ontem. A assembleia geral ordinária da cooperativa está marcada para 14 de março, no Clube Comercial de Encantado. Devem participar 146 delegados, que definirão os membros titulares e efetivos do Conselho Fiscal.

Por daiane