Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 21 de Julho de 2019

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Música

Seguindo os passos do pai

, 10 de janeiro de 2014 às 10h12

Quem nunca pensou em seguir o sonho dos pais? Ser médico, engenheiro ou até mesmo advogado? Pois foi isso que Liane Matte Linck resolveu fazer: seguir o sonho do pai e a paixão pela música.

Quando era pequena, Liane morava com os pais Astha e Paulo e os irmãos Vianei e Maria Alita em Arroio Grande Superior. O pai gostava muito de música e de cantar e dizia que seu maior sonho era ser músico. Mas, segundo a filha, o desejo do pai foi somente sonho.

Liane recorda que quando era criança, à noite, depois do jantar, os pais se sentavam à mesa, um encostado no outro. “Meu pai abria e fechava os braços fazendo de conta que tocava gaita e cantava. Minha mãe, sentada ao lado, se mostrava toda orgulhosa e apaixonada”. Ela lembra que olhava a cena e achava muito bonita. Gostava de vivenciar aquele momento de amor e cumplicidade dos dois.

Como o pai não teve a oportunidade de ser músico, ele quis então que a filha aprendesse a tocar. Para isso, presenteou Liane com uma gaita no seu aniversário de 15 anos. Enquanto era solteira e estudava em um colégio interno, Liane também aprendia a tocar acordeon. “Depois que casei, minha gaita ficou de lado por mais de 40 anos. Quando era criança, nunca me passou pela cabeça ter uma gaita ou até mesmo tocar uma, mas gostava muito de ver os gaiteiros tocando, me parava na frente deles de tão bonito que era”.

Apesar disso, ela teve uma agradável surpresa nas últimas semanas, quando sua neta, Erika Linck, 11 anos, pediu para que a vó a ensinasse a tocar gaita. “Em um primeiro momento eu até me assustei e pensei: ‘será que vou conseguir ensinar algo para minha neta?’ Fomos verificar o funcionamento da gaita e além de bem afinada estava inteira. Com isso acabei me animando e decidi voltar a tocar.

Assim, ao mesmo tempo que Liane volta a treinar os dotes musicais no instrumento ganho pelo pai, a neta Erika faz o acompanhamento com o violão e canto. A gaita será ensinada aos poucos, mas segundo a avó, ela quer aprender a tocar guitarra. Os ensaios da dupla ocorrem todas as sextas-feiras à tarde. “Os ensaios já duram dois meses. Estamos até pensando em futuramente formar uma dupla, tudo vai depender do nosso esforço e dedicação”, enfatiza.

No momento a neta Erika se dedica ao canto. Liane diz que não gosta muito de cantar, por isso deixou essa função para ela. A avó só participa em alguns estribilhos das canções. Entre os estilos musicais tocados por elas estão as bandinhas e gauchescas. “Tenho várias músicas preferidas, mas como eu sou do tempo antigo, gostava muito de ouvir Tonico e Tinoco e Teixeirinha”.

Por daiane