Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 30 de Março de 2020

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Geral

Caminhos da Forqueta está na rota dos turistas

, 7 de dezembro de 2013 às 10h00

Arroio do Meio – O primeiro roteiro turístico de Arroio do Meio – Caminhos da Forqueta – foi oficialmente lançado na sexta-feira, dia 29, em evento realizado em frente à subprefeitura do distrito de Forqueta. Na mesma ocasião, a localidade comemorou 25 anos de história e apresentou à comunidade a decoração natalina.

Ia anoitecendo, quando o professor Paulo Alécio Weizenmann iniciou a narrativa da chegada dos primeiros imigrantes alemães ao Brasil. Após períodos difíceis, como de travessia do Oceano Atlântico – onde cerca de 35% das vidas foram perdidas – vieram os momentos de trabalho. “Naquela época não havia prefeitura. Todos trabalhavam por todos, e assim os alemães foram ocupando o território, e edificando suas vilas.”

Forqueta seguiu a tendência do trabalho, onde a primeira construção era a escola. “Antes mesmo da igreja, os imigrantes erguiam o educandário. Até porque era nele que as crianças recebiam as primeiras lições de ensino religioso”, explica Weizenmann. Com o tempo, deu-se a construção do Esporte Clube Forquetense, igrejas, a chegada de médicos, transporte, lazer e entretenimento. “Forqueta é o lugar com mais identidade distrital do município”, disse o professor.

Estiveram presentes autoridades, comunidade, representantes de entidades parceiras do roteiro turístico – Afubra, Sebrae e Amturvales – e empreendedores do Caminhos da Forqueta, em uma noite que acabou numa farta mesa de degustação de produtos coloniais, produzidos e oferecidos pelos empreendedores, numa amostra do que os turistas encontrarão no roteiro, em termos gastronômicos.

Presidente da Associação do Caminhos da Forqueta, Paulo Reichert, ao lado dos outros 17 colegas empreendedores, falou sobre o projeto que iniciou em julho de 2010, dentro do projeto “Verde é Vida”, da Afubra e Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Professor Arlindo Back, com apoio da Administração Municipal, por meio das secretarias de Educação, Agricultura e Turismo.

“Nos desafiamos num negócio novo, diferente do tradicional. Nos preparamos por três anos, com mais de 500 horas de aulas, cursos e visitas técnicas e agora estamos prontos para receber o turista da melhor forma possível”, afirmou Reichert. Para dar forma ao roteiro, o grupo passou por um ano de qualificação, por meio de módulos do Curso de Turismo Rural do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

O gestor de agronegócios do Sebrae dos Vales do Taquari e Rio Pardo, Valmor Mantelli e o coordenador regional do projeto “Verde é Vida”, da Afubra, Adalberto Huwe se pronunciaram agradecendo a oportunidade de participar desta caminhada. “Trabalhamos juntos sim, mas devemos acima de tudo agradecer, afinal não haveria chance de prosperidade se este grupo não fosse tão empenhado, perseguindo o sucesso”, disse Mantelli.

O presidente da Associação dos Municípios de Turismo do Vale do Taquari (Amturvales), Vanildo Roman, garantiu que nesta semana as informações a respeito do roteiro já estarão disponíveis no site da entidade. “Nosso objetivo é divulgar o que o Vale tem a oferecer. Vemos que o Caminhos da Forqueta já apresenta uma agência para comercializar os pacotes, e este é um excelente começo”, disse Roman, colocando a Amturvales como parceira da iniciativa.

Em nome do presidente do Legislativo arroio-meense, o vereador e empreendedor do roteiro, Paulo Grassi, agradeceu os envolvidos no projeto. “O turismo é uma indústria sem chaminé, que se desenvolve e floresce.” Grassi e a esposa Marlene estão desenvolvendo uma forma de os turistas interagirem na produção do leite.

O prefeito Sidnei Eckert parabenizou a comunidade pelos 25 anos e resgatou o histórico do roteiro turístico. “Logo que assumimos, em 2009, buscamos a parceria junto com a Afubra, pelo Verde é Vida. O projeto andou bem e surgiu o Caminhos da Forqueta, mas nada disso teria importância se não tivesse os empreendedores comprometidos que Forqueta tem”, elogiou Eckert. “Que o distrito possa alavancar seu crescimento com esse roteiro, beneficiando diretamente as pessoas da comunidade, trazendo melhorias nas suas vidas”, concluiu.

Ao final dos discursos, o prefeito Sidnei Eckert e o subprefeito de Forqueta, Ereneu Rockenbach, ligaram as luzes da decoração natalina da localidade.

O roteiro já foi visitado de forma experimental por alguns grupos do município e de outras cidades da região e Estado. A partir de agora o roteiro estará oficialmente disponível para visitações de grupos, por meio de agendamentos. No local, os turistas poderão apreciar a Igreja Evangélica de Pedra, Igreja Católica São Vendelino, relógio dos Chás, Camping do Ereneu com restaurante, hortas orgânicas, Alambique Maders, Conservas Seibel, mirante, Apiário Gisch, Museu Kamphorst, Café Colonial e Licores Reichert, artesanato, composto orgânico, frutas cristalizadas, trilha ecológica, além de outras paisagens e belezas naturais. Forqueta está localizado a 12 quilômetros do Centro de Arroio do Meio e possui acesso asfáltico. Sua população é de cerca de 1.300 habitantes. A economia à base do setor primário – com destaque para a suinocultura, avicultura e leiteira – indústria e comércio, passa a contar a partir desse ano com o turismo, por meio do roteiro Caminhos da Forqueta.

Por daiane