Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 18 de Janeiro de 2021

O Alto Taquari

Jornal da Semana
O Alto Taquari

Cuidado em Liberdade é tema do Encontro Regional de Saúde Mental

, 2 de novembro de 2013 às 6h25

Capitão – A sexta-feira foi de muita música, diversão, mas também de reflexão. O XIV Encontro Regional de Saúde Mental levou pessoas de 28 cidades do Vale ao Parque Municipal de Eventos. Entre profissionais e usuários, mais de 800 pessoas participaram do evento.

A ideia de realizar o encontro no parque de eventos, nesta edição, está diretamente relacionada com o tema “Cuidado em Liberdade”. “Que todos possam ver no conceito do cuidado em liberdade motivos para se libertar das amarras que os prendem diariamente, dos rótulos que carregam, e sintam efetivamente a importância e a diferença que fazemos na vida do outro”, explica a secretária da Assistência Social, Trabalho e Habitação de Capitão, Tatiana Beneduzi.

A ideia é que todos possam sentir-se à vontade, colocando-se no lugar do outro sem se sentir diferente ou inferior por conta disso. Na oportunidade, foi enfatizada a importância do Sistema Único de Saúde (SUS) no processo. “Universal em suas ações de prevenção, promoção e tratamento, na rede de apoio psicossocial, o SUS atua nos princípios da Reforma Psiquiátrica Brasileira, que reafirma o cuidado em liberdade, o respeito à diversidade, aos direitos humanos, à cidadania e à inclusão social”, relata Tatiana.

“Mas mais do que falar, é preciso fazer. É preciso agir frente a todas essas diferenças e mostrar que é possível superar as barreiras existentes e acreditar no sonho e na mudança de atitude, de postura, de enfrentamento e de olhar frente aos preconceitos existentes.”

Após o pronunciamento das autoridades, houve palestra com a fisioterapeuta Olga Martins, referente ao trabalho de equoterapia realizado no município, duas vezes ao mês, no parque de eventos. O trabalho com o cavalo acontece quinzenalmente, em quartas-feiras à tarde, e é coordenado por fisioterapeutas e acompanhantes dos integrantes do grupo de usuários de Capitão. O grupo possui cerca de 20 integrantes. A equoterapia é realizada com crianças, adultos e idosos.

Ainda pela manhã, cada grupo animou a plateia apresentando um número na hora dos talentos. A programação da tarde iniciou com bailinho, animado pela banda Quarteto da Alegria. Integraram-se aos participantes da banda, alguns integrantes dos grupos visitantes, que anteriormente haviam se apresentado, apresentando diversas músicas.

Simultaneamente, aconteciam brincadeiras, maquiagem e pintura de cabelo, assim como o funcionamento dos brinquedos (tobogãs, balão pula-pula, touro mecânico, cama elástica, air play, pebolin), que estavam distribuídos no espaço do parque. O encerramento aconteceu às 16h30min. O evento foi organizado pelas secretarias da Assistência Social, Trabalho e Habitação e da Saúde do município, juntamente com a 16° Coordenaria Regional de Saúde.

Equoterapia em benefício dos pacientes

Desde 2012, a equoterapia vem sendo utilizada como ferramenta de trabalho em benefício dos pacientes. A fisioterapeuta Olga Martins palestrou sobre a experiência no município de Capitão. “A estratégia de trabalhar com os grupos é diferente do trabalho individual. No primeiro, o foco é o coletivo, a socialização, a integração, mas mesmo assim ocorrem benefícios específicos, como o aumento da autoestima, melhora da segurança e autoconfiança, independência e também melhoras físicas”, explica Olga.

Segundo ela, há melhoras significativas nas faculdades motoras e cognitivas dos pacientes. “Estes avanços vão refletir diretamente no dia a dia desse praticante. Tudo isso graças aos benefícios que o cavalo oferece.”

Saúde recebe academia e dois veículos

Na sexta-feira, foi inaugurado o novo espaço da Academia Municipal de Saúde, e entregue uma ambulância e viatura
para a secretaria da Saúde de Capitão. Com 130 metros quadrados, o espaço tem condições de receber os pacientes individualmente, mas também pode realizar encontros de grupos.

Na parte externa, foi instalada uma academia de ginástica, onde um educador físico orientará as atividades. O investimento na academia foi de R$ 100 mil, por meio de emenda parlamentar do deputado federal Vilson Covatti (PP), mais R$ 50 mil de contrapartida do município.

As viaturas, uma ambulância e uma camionete, servirão para fazer o translado dos pacientes, tanto em situação de
emergência quanto para consultas em outros municípios.

Os automóveis custaram ao todo R$ 204,2 mil, sendo que R$ 150 mil são oriundos da Secretaria de Saúde do Estado,
e R$ 56,2 mil do município.

Beneduzi numerou alguns benefícios com os quais a população é atendida. “Atualmente 90% dos habitantes daqui recebem
os medicamentos de uso contínuo. Além disso, temos os convênios com hospitais, que proporcionam atendimento a
todos de Capitão”, explicou.

A respeito da academia, Beneduzi ressaltou que o espaço está montado, e gradativamente receberá mais recursos. “Atenderemos os munícipes na medida do possível, de forma planejada, para que o espaço seja utilizado da forma mais adequada.”

A presidente da Câmara de Vereadores, Margarida Frölich, ressaltou o empenho dos que intermediaram a obtenção dos
recursos. “Agradecemos ao deputado federal Vilson Covatti (PP), que contribuiu para que mais este investimento em saúde viesse para a nossa cidade”, disse.

Por daiane