Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 17 de Fevereiro de 2019

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Geral

Unidade móvel do Sebrae facilita acesso a consultorias

, 9 de setembro de 2013 às 8h15

Arroio do Meio – Os interessados em saber como formalizar o seu trabalho ou como abrir um empreendimento têm uma grande possibilidade de levar a ideia adiante. Na segunda e na terça-feira, uma unidade móvel do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/RS) estará na cidade para prestar consultoria a atuais e futuros empresários, atendendo das 9h às 12h e das 13h às 17h.

Com um veículo Sprinter, estacionado no calçadão da praça Flores da Cunha, no Centro, o técnico de atendimento Gustavo Ângelo Rech prestará o atendimento aos cidadãos. Ele é o responsável pelo projeto do Sebrae nas regionais da Serra Gaúcha e do Vale do Taquari.

Rech ressalta que, com a implantação do Microempreendedor Individual (MEI), aumentou o número de pessoas a fim de sair da informalidade e também de abrirem o próprio negócio. E este é um dos objetivos do projeto da entidade, iniciada em julho: prestar consultoria, mesmo que rápida, para ajudar na concepção da ideia.

Porém, os atendimentos não ficarão restritos a estas pessoas. “Há bastante procura de empresários que querem tirar dúvidas sobre como melhorar a gestão, e a gente também auxilia nesse ponto.”

Segundo o secretário de Indústria e Comércio, Norberto Dalpian, esta também é uma maneira de aproximar a população do Sebrae – que conta com pontos de atendimento em Lajeado e em Teutônia. “Sabemos que tem muita gente com pouco tempo para ir até Lajeado para tirar as dúvidas, e esta é uma forma de aproximar as pessoas com a entidade.” Rech concorda. Conta que é comum as pessoas passarem em frente à unidade móvel e aproveitar para sanar as dúvidas de como montar ou melhorar o projeto.

Todos os que se consultarem serão cadastrados no sistema do Sebrae. A sistemática ocorre para facilitar o acesso às informações e também servir para que a entidade possa atender melhor as pessoas que fizeram o primeiro contato pelas unidades móveis.

Há a possibilidade de que essas visitas ocorram duas vezes ao ano.

Incentivo ao agronegócio

A unidade móvel também auxiliará na formalização de empreendimentos voltados para o Agronegócio. Como Arroio do Meio, a maioria das cidades do Vale do Taquari tem na agricultura um dos maiores retornos no orçamento.

“Queremos mostrar que esta atividade deixou de ser uma atividade de subsistência e que precisa ser vista como negócio”, avalia Rech. Entram neste foco pessoas interessadas em abrir agroindústrias ou até formalizar os trabalhos voltados para o turismo rural.

Projeto novo

Iniciado em julho, o projeto da Unidade Móvel do Sebrae é uma melhora de uma iniciativa realizada anos atrás pelo Sebrae/RS. Na ocasião, havia um veículo que atendia todo o Rio Grande do Sul. Devido ao sucesso, a atual gestão da entidade decidiu ampliar o atendimento.

Hoje, são cinco unidades móveis disponíveis no Estado, atendendo a duas regionais. No caso do Vale do Taquari, o serviço é prestado em conjunto com a regional da Serra Gaúcha. Desde julho, Rech afirma ter realizado cerca de 600 atendimentos.

Principais pilares para abrir um negócio

1. Conhecer o negócio que quer abrir;

2. Planejar a empresa, como: saber quem são os concorrentes, quem são os potenciais clientes, se há mercado para o serviço, qual o investimento necessário, etc;

3. Saber as linhas de crédito existentes e quando há a necessidade de recorrer a um empréstimo.

Por daiane