Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 11 de Julho de 2020

O Alto Taquari - Cotidiano

Jornal da Semana
Social

Histórias sob encomenda

, 2 de agosto de 2013 às 13h40

A vontade de escrever aliada ao gosto pela leitura são fatores que motivam vários jovens a criarem blogs. Por meio dessa ferramenta compartilham suas ideias com milhares de pessoas e abordam uma infinidade de assuntos. Fatores como estes motivaram a arroio-meense Sabrina Huther a se aventurar no mundo virtual.

Aos 19 anos, a estudante de História conta que tinha vontade de ter um blog há bastante tempo, mas não tinha uma ideia formada sobre o que falaria nele. “Sei que existem milhares de blogs sobre moda, maquiagem e essas coisas mais fúteis e eu queria algo mais intelectual, com informações, dicas e textos”.

A boa escrita rendeu elogios a Sabrina em seu antigo emprego. Mais um fator que impulsionou a criação da página. “De início coloquei alguns textos que já havia postado no facebook e aos poucos o blog foi ganhando vida”.

Intitulado de “Você pede, logo, escrevo”, o blog possui uma característica diferente. São os leitores que sugerem um tema a Sabrina. A ideia, conforme ela, surgiu meio que sem querer. “Pedi para uma amiga alguma dica sobre o que escrever, e então resolvi que iria pedir para que os leitores me dessem os temas e eu escrevia sobre. Logo que o blog surgiu ‘choviam’ pedidos. No momento anda meio parado, mas vou escrevendo conforme as ideias surgem”.

Para a blogueira, os textos precisam ficar muito bons. Então eventualmente escreve textos mais curtos ou mais longos, tudo depende de sua inspiração. No começo ela tinha uma lista de sugestões e era complicado atender todo mundo. Nesta semana, Sabrina começou a trabalhar com as crianças da Associação dos Menores de Arroio do Meio (Amam) e decidiu que relataria a primeira semana no blog. “Não corro atrás de informações, até porque a intenção do blog é aconselhar, dar dicas, ser um ombro amigo. Falo sobre sentimentos, emoções, nada cientificamente comprovado”.

Dentre os temas que já escreveu, destaca que não teve nenhum em especial que causou alvoroço, mas o mais lido e que agradou o público, foi uma postagem sobre medo. “Acredito que as pessoas tentam se esconder atrás de uma covardia disfarçada. É difícil admitir uma covardia, mas é tão simples afirmar que se tem medo”, frisa.

Sabrina percebe a aceitação dos leitores do blog, através de um mecanismo que o programa permite. Apesar disso, destaca que não escreve para agradar os outros, mas sim porque a faz bem e feliz. “Escrever é algo que eu faço com amor, com paixão, talvez por isso fique tão bom, porque quando se ama o que se faz fica quase perfeito”.

A estudante afirma que se sente mais a vontade quando escreve, pois acredita que as palavras ficam mais bonitas quando podem ser lidas e relidas. Sua motivação para escrever está em acordar todos os dias sabendo que pode melhorar e que o dia seguinte pode ser mais belo que o dia anterior. “Gosto de passar meu amor pela vida para as pessoas e encontrei no meu blog um meio de levar isso às pessoas. O blog me faz bem e acredito que a quem lê também”.

Sabrina deixa o convite para que visitem o seu blog pelo endereço sabrinahuther.blogspot.com.br, que peçam textos, deem dicas e opiniões, afinal ler faz bem e alimenta a alma e o cérebro.

Por daiane