Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 30 de Setembro de 2020

O Alto Taquari - Cotidiano

Jornal da Semana
Comportamento

Arte que libera emoções e autoconhecimento

, 9 de agosto de 2013 às 6h00

Expressar ideias e emoções através da arte. Este é um dos objetivos da oficina de Arteterapia, ministrada pela psicopedagoga Grasiela Bolgenhagem Piassini. Realizada toda segunda-feira ela é voltada para pacientes internados no hospital, familiares e ex-pacientes que após a alta voltam e participam da atividade.

O trabalho com os pacientes da Unidade de Saúde Mental do Hospital São José ocorre há cerca de dois anos. Para Grasiela, a atividade se tornou uma parte importante do tratamento. “Conversamos muito na terapia sobre a importância de fazermos um trabalho que faça sentido para nós, do qual realmente gostamos. E é nesse trabalho que eu vibro, é na oficina de Arteterapia que estou na potência máxima”. Formada em Pedagogia, Grasiela exerceu a profissão por 14 anos. Buscou novas formações, fez a especialização na psicopedagogia e atualmente cursa Psicologia na Univates. Assim que criou o projeto, apresentou para o hospital que prontamente aceitou a proposta.

O número de participantes varia de acordo com a semana, entre 12 a 20 pessoas. Grasiela explica que cada semana, cada momento traz seus temas. Se fala sobre família, trabalho, amizades, amor e acima de tudo refletir sobre a vida de cada um no mundo contemporâneo tão acelerado, permitindo pouco tempo para re-flexão. Uma das estratégias dessa atividade é ajudar o paciente a reconhecer e comunicar seus medos, sentimentos e desejos através da arte.

A oficina propõe que os pacientes criem, a partir de materiais diversos como folhas de desenho, lápis de cor, cola, tesoura, tinta, entre outros. “A criação é livre e os pacientes criam coisas muito interessantes. Como a arte sempre nos diz algo sobre o artista que a criou, conversamos sobre isso após a devolução dos desenhos. Os pacientes falam da sua arte e, juntos, buscamos um entendimento da vida relacionada a partir da arte”, frisa Grasiela.

O trabalho de Arteterapia faz parte da Psicopedagogia. Grasiela destaca que a Psicopedagogia auxilia as pessoas nos seus processos de aprendizagem e que vai muito além dos conteúdos da escola. “A aprendizagem é da vida, e temos tanto a aprender sobre nossas vidas. Esse é um dos focos do trabalho: as aprendizagens da vida”.

Segundo a psicopedagoga, o trabalho busca afetar as pessoas de forma positiva, pois reforça potencialidades, eleva a autoestima e proporciona maior autonomia dos pacientes na vida. Ela ressalta que a oficina é um espaço de aprendizagem e de transformação, onde além de aprender muito, existe a troca de informações que é muito rica. “É um espaço rico de transformação, pois estimula a reflexão sobre a vida, aproxima os pacientes de seus desejos e os fortalece para guiarem as vidas pelos caminhos mais felizes”.

Por daiane

Uma das estratégias da atividade é ajudar o paciente para que comunique medos e sentimentos através da arte