Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 05 de Agosto de 2020

O Alto Taquari - Esportes

Jornal da Semana
Futebol

Lajeadense faz melhor campanha da história

, 22 de fevereiro de 2013 às 9h08

Lajeado – Foram oito jogos disputados. Cinco vitórias, três empates, e um total de 18 pontos computados em 24 possíveis. A melhor campanha de uma equipe no Campeonato Gaúcho de 2013 também é a melhor da história do Clube Esportivo Lajeadense.

O resultado é comemorado, e com razão, pelo presidente do clube, Mário Dutra. O resultado dá a preferência ao Alviazul para disputar as partidas da fase final da Taça Piratini (1º turno do Gauchão) em casa. A liderança isolada da chave A foi conquistada após a vitória do Lajeadense em cima do Santa Cruz, no último domingo, por 3 a 0.

Para Dutra, o sucesso do Alviazul neste primeiro turno do certame está na montagem de uma equipe competitiva, aliada com uma comissão técnica bem articulada. Trouxeram jogadores experientes, mesclando com os jovens talentos da base da equipe.

Os jogadores da base mostraram o seu potencial no domingo. Na relação, o técnico Flávio Campos elencou nada menos que sete pratas da casa. Os três gols contra o Santa Cruz foram marcados por Laércio e Leandro, ambos criados pelo Alviazul.

O próximo jogo ocorre neste domingo. Às 18h30min o Lajeadense enfrenta o Esportivo, de Bento Gonçalves, em Lajeado. O favoritismo vai além da campanha neste primeiro turno: a equipe lajeadense venceu o adversário no primeiro turno, fora de casa.

Torcedores confiantes

O jovem Guilherme Giovanella, 17 anos morador de Lajeado acompanha praticamente todos os jogos do Alviazul. Para ele, as oportunidades dadas pela diretoria aos O Lajeadense tinha outra opção para técnico para a temporada 2013. Antônio Picoli, ex-técnico do Juventude, foi contratado em agosto de 2012 para comandar o Alviazul. Entretanto, em menos de 20 dias ele deixou o clube para trabalhar no Caxias, da Serra.

Giovanella treinou com alguns dos jogadores enquanto atleta da base, mas não conseguiu se firmar. Hoje, comemora o trabalho realizado pelos amigos. “Fico orgulhoso em ver meus amigos no profissional. Moises, Romário, Ricardo Fernando entre outros quando estão se esforçando para seguir uma carreira”.

Jaisson Pretto Sauter relata o bom desempenho da diretoria e dos jogadores. “É uma campanha de dar inveja aos outros clubes”. Sauter acredita em título do Alviazul neste primeiro turno.

Sauter ressalta que há muito tempo não via um bom futebol do Lajeadense no Gauchão. Porém, começou a mudar a postura após ser alçado para a primeira divisão do campeonato.

Substituto de última hora

Flávio Campos foi a segunda opção do Lajeadense. A primeira era Antônio Picoli, hoje no Caxias
jogadores da base são essenciais para o bom trabalho. Acrescenta que a experiência de Campos é fundamental para boa campanha feita pela equipe.

Poucos dias depois, Flávio Campos, que já trabalhou com Picoli, foi contratado para comandar o Lajeadense. Com passagens por Juventude, 15 de Novembro, Esportivo, Barra da Tijuca (RJ), Sampaio Corrêa (MA), Glória, Remo e Canoas, o técnico tem 47 anos.

O trabalho de Campos saiu melhor que a encomenda. Picoli, seduzido pela possibilidade de disputar a Série C pelo Caxias, levou a equipe serrana à vice-liderança da Chave A – a mesma do Lajeadense. A equipe tem apenas uma derrota na competição.

Por daiane