Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 20 de Novembro de 2017

O Alto Taquari - Cotidiano

Jornal da Semana
Social

O retorno da Ídolo arroio-meense

, 1 de novembro de 2012 às 9h43

Apesar da eliminação no programa Ídolos, da Rede Record, Betânia Bersch Delazeri, 17 anos, foi o orgulho dos arroio-meenses que se mobilizaram de todas as formas para manter a jovem entre os 10 melhores do país. A retribuição desse carinho pode ser percebida na sexta-feira quando a jovem retornou para Arroio do Meio. A partir de mobilização nas redes sociais, uma pequena recepção foi organizada para Betânia na Rua de Eventos, onde recebeu o carinho de amigos e familiares.

O reencontro foi marcado pela curiosidade, pois todos queriam saber detalhes sobre os bastidores do programa e demais participantes. “Passei por três fases antes de estar cara a cara com os jurados Supla, Fafá de Belém e Marco Camargo. Meu objetivo era passar a primeira fase e ir para São Paulo, na fase do Resort. Era um sonho que estava se tornando realidade. Quando passei para a fase do Resort, foi uma alegria só, muita emoção. Começaram as filmagens, entrevistas, tudo do jeito que eu sonhava. Quando passei, a Record veio até a minha casa fazer gravações do meu dia a dia, saímos pela cidade gravando, foi muito divertido”.

Ao viver esse sonho, a artista viu que não estava mais satisfeita. Nesse período aprendeu e viveu muitas coisas, o que a fez não desistir do programa tão cedo. “Fui parar no hospital com problemas de garganta, cheguei a pensar que eu iria ir embora sem ao menos conseguir cantar uma música, mas me mediquei, me cuidei e deu tudo certo. Lá passei por mais três fases, até chegar ao Top 15. Nem eu mesma acreditava que dentre os 110 mil candidatos, eu estava entre os 15 melhores do país. Valeu todo o sufoco”, conta.

Durante o Top 15, os participantes ficaram confinados em um hotel em São Paulo, sem telefone e internet. Uma apresentação os levaria para o Top 10. Betânia afirma que estava muito confiante, mas foi infeliz na escolha da música. “Não foi uma escolha só minha. Tínhamos que mandar uma lista com algumas músicas e essa era a minha última opção por não saber mais o que colocar e, infelizmente, a produção do programa a escolheu, no meio de tantas outras que me favoreciam”. Era neste momento, que seu sonho se tornava real a cada dia, pois tinham figurinistas, coreógrafos, maquiadores, entrevistas e gravações.

Além de criar fortes laços de amizade com os demais participantes, ela destaca que viveu tudo isso da melhor maneira possível, mas não conseguiu a classificação para a próxima fase. “Fiquei muito triste, abalada, parecia que eu estava me dividindo em duas partes, porque uma parte de mim não queria voltar de jeito nenhum”. Porém, ao voltar para Arroio do Meio, Betânia ficou surpresa quando soube de toda a mobilização da cidade e boquiaberta com o grupo do Facebook com mais de 24 mil membros que a apoiaram. Apesar de tudo, a arroio-meense garante que viveria tudo novamente e que pretende se inscrever para participar do programa no próximo ano.

“A mobilização das escolas e, principalmente da minha família foi muito importante. Fiquei emocionada e isso me deixou feliz. Eu nem acredito que eu consegui fazer tantas pessoas se mobilizarem para ajudar a realizar o sonho de uma menina de apenas 17 anos. Agradeço de coração, a todos que me apoiaram.” Para retribuir esse carinho, nos próximos dias Betânia deverá realizar um show, com data e local a serem definidos.

Por daiane
Amigos e familiares recepcionaram Betânia na Rua de Eventos. As apostas da jovem, são de que o prêmio do programa fique com Rafa, seguido de Everton e Quinara

Amigos e familiares recepcionaram Betânia na Rua de Eventos. As apostas da jovem, são de que o prêmio do programa fique com Rafa, seguido de Everton e Quinara