Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 26 de Agosto de 2019

O Alto Taquari - Cotidiano

Jornal da Semana
Saúde

Na hora dos primeiros socorros

, 5 de outubro de 2012 às 10h56

Por mais que haja prevenção acidentes acontecem. Por isso é bom estar bem informado sobre quais os procedimentos corretos a serem tomados. Acompanhe as orientações da enfermeira Larissa Musskopf, da Secretaria Municipal da Saúde de Marques de Souza.

Cortes ou machucados

Conforme Larissa, “Sempre que for ajudar alguém que se machucou lave bem as mãos com água e sabão, se for possível use luvas ou outro material de proteção para evitar contato com o sangue, mas se sua pele estiver íntegra, sem nenhum tipo de ferimento nenhum germe poderá penetrar em sua pele. Se preferir e se a pessoa que sofreu o acidente tiver condições você poderá orientá-la sobre o que fazer e a própria pessoa poderá executar os primeiros socorros. Verificar a condição da vacina antitetânica do ferido é sempre importante.”

Cortes superficiais e esfoladuras:

Quando há cortes superficiais ou esfolamento da pele o organismo mesmo se encarrega de cicatrizá-los.

– Se houver sangramento, comprimir o local com gaze ou pano limpo até parar de sangrar.

– Em seguida, lavar o ferimento com água e sabão. Deve-se remover a terra ou outros detritos com cuidados para não machucar ainda mais o local.

– Não aplique antissépticos, pomadas ou qualquer substância no local. Apenas cubra a área com gaze ou pano limpo. Não utilize algodão, porque grudará na ferida.

– Se o local entrou em contato com terra ou objetos enferrujados há a necessidade de procurar um posto de saúde levando a carteira de vacinação para saber se há necessidade de realizar uma dose de reforço da vacina antitetânica.

– Nos dias seguintes se surgir vermelhidão, calor, dor, inchaço e pus na área da ferida procure orientação de um profissional de saúde, pois esses são sinais de infecção bacteriana.

Cortes mais profundos:

Geralmente são provocados por facas de cozinha, cacos de vidro, pregos e choques contra objetos cortantes.

– Coloque a pessoa deitada e mantenha o membro que estiver sangrando mais elevado do que o restante do corpo.

– Pressione o local do sangramento com um pano limpo até estancá-lo ( o que pode levar de 5 a 10 minutos)

– Procure atendimento médico.

Cortes muito profundos com sangramento abundante

Nesses casos, é preciso pedir ajuda imediatamente. Enquanto o paciente não chega até o hospital, aja exatamente como no caso anterior: comprima o local do sangramento; Se o sangramento ocorrer na cabeça ou nos membros mantenha-os elevados em relação ao restante do corpo.

Sangramento nasal

– Coloque a pessoa com a cabeça ereta e procure acalmá-la. Não incline a cabeça para trás, já que o sangue pode ir para os pulmões e causar dificuldade para respirar.

– Comprima o nariz durante 10 minutos (respirando pela boca).

– Se o sangramento continuar repita a compressão por mais 10 minutos. Se ainda assim persistir, procure atendimento médico.

Queimaduras

Lesões que podem ocorrer na pele em consequência da ação do calor, do frio ou de agentes químicos.

Algumas fontes de calor que podem causar queimaduras em crianças e adultos são objetos domésticos (panelas, ferro de passar, forno, aquecedores), líquidos quentes (água, leite, óleo) e chamas (fogareiros, lareiras, fogão, fogos de artifício, velas).

É importante lembrar que exposição ao sol, que é fonte de radiação e calor, também pode causar queimaduras graves.

Queimaduras por frio são menos frequentes em nosso país (devido ao clima subtropical). Exemplos de substância que pode causar queimaduras químicas é a soda cáustica.

De acordo com a profundidade atingida, as queimaduras podem ser classificadas em três grupos: de primeiro, segundo e terceiro graus.

ATENÇÃO: não aplique nenhum tipo de pomada, manteiga, pasta de dente ou qualquer outra substância. Elas podem causar alergias ou grudar na pele e agravar o problema.

Picada de animais peçonhentos (cobra)

Mantenha a pessoa deitada, imóvel e coloque o membro atingido em posição elevada. O repouso e a força da gravidade ajudam a diminuir a circulação do sangue no local e, em consequência, reduzem a absorção do veneno.

-Retire anéis, pulseiras e outros objetos que dificultem a circulação do sangue, especialmente se eles estiverem próximos do local atingido.

– Se houver dor no local ferido, aplique compressa de água fria.

– Leve a pessoa para um posto de atendimento com todo cuidado para que se movimente o mínimo possível.

– Se possível, leve também o animal que a atacou, tomando cuidado para não ser ferido também. Como existem diversos tipos de soros para picadas de cobra pode ser importante identificar a cobra para administrar o soro ideal.

– Também é importante saber o que não se deve fazer: jamais amarrar ou fazer garrotes no braço ou perna que foi picado. O garroteamento, além de não impedir que o veneno seja absorvido, atrapalha a circulação do sangue e pode causar necrose e gangrena.

Por daiane

Enfermeira Larissa explica que em casos de cortes muito profundos com sangramento abundante é preciso buscar ajuda médica com urgência.