Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 18 de Junho de 2019

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Geral

Município amplia atendimento com nova sede do CRAS

, 16 de outubro de 2012 às 8h40

Arroio do Meio – Está avançada a construção do prédio que abrigará o novo Centro de Referência da Assistência Social (Cras) do município, localizado na rua Gustavo Wienandts, ao lado da Emater. Serão 432,54 metros quadrados de área construída, num investimento de R$ 253.385,88, dos quais R$ 150 mil provenientes de emenda parlamentar. O restante é contrapartida do município.

A estrutura do novo Cras terá hall de entrada, recepção, sanitários adequados para portadores de necessidades especiais, copa e cozinha, brinquedoteca para as crianças se entreterem durante os atendimentos aos pais, e quatro salas específicas – coordenação, psicóloga, atendimento às famílias e multiuso – utilizada para reuniões, encontros e oficinas com os grupos de convivência.

No subsolo, com acesso pela rua General Daltro Filho, haverá estacionamento, refeitório e cozinha, contemplando o setor de Serviços Urbanos, localizado no mesmo terreno. Também está prevista a reforma da calçada no local. A empresa responsável pela obra é a Vigas Consultoria e Engenharia Ltda. O prazo para entrega vai até o final do ano.

Em junho deste ano o Cras foi transferido do subsolo da prefeitura para uma sala mais ampla, localizada próxima às futuras instalações. Segundo a assistente social, Fernanda Lansini Jachetti, a mudança ocorreu em função do aumento do número de famílias atendidas, assim como do número de ações e projetos desenvolvidos pelo município na área da assistência social.

Hoje, a equipe do Cras é formada por três assistentes sociais, psicóloga, recepcionista e oficineiras. O centro atende cerca de 180 integrantes, entre jovens, gestantes, famílias, catadores de resíduos sólidos, idosos, além de usuários do Bolsa-Família.

Os grupos realizam atividades de artesanato e pintura em tecidos, emborrachados, chinelos, roupas de cama e aproveitamento de material reciclável, para aprendizado das técnicas e possível geração de renda. Também são realizadas atividades de preparação para o mercado de trabalho com 50 jovens de 15 a 17 anos, participantes do Pro-Jovem.

Por daiane