Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 11 de Julho de 2020

O Alto Taquari - Cotidiano

Jornal da Semana
Social

Na briga para ser o mais novo ídolo do Brasil

, 6 de julho de 2012 às 15h56

A jovem Betânia Bersch Delazeri, 17 anos, participará amanhã da audição do reality show Ídolos, que ocorrerá no Ginásio Gigantinho em Porto Alegre. A artista estará na briga com mais de 80 mil inscritos, com idades entre 15 e 30 anos, de todo o Brasil – as demais audições acontecem em Salvador, Goiânia, Rio de Janeiro e São Paulo. Esta é a quinta edição da franquia na Record. O prêmio será de R$ 500 mil.

A filha dos músicos Clarice Bersch e Rodrigo Delazeri, ainda não decidiu que capela vai apresentar aos jurados, “vai depender se eu posso tocar violão e cantar ou só cantar. Já pré-selecionei Dona Cila (Maria Gadú), Todo Azul do Mar (Roupa Nova), Voa Liberdade (Jessé) e Price Tag (Jassie J.). Estou muito ansiosa. Fiz a inscrição logo após o encerramento da última edição”, revelou.

Os portões do ginásio abrem às 8h. Para não ser surpreendida pelo acaso, ela optou por dormir na casa de uma amiga na capital. Se tudo der certo, a cantora seguirá para Barra Funda, em São Paulo, na sede da emissora, local em que ocorrem as próximas etapas do reality show e onde será recebida pelo apresentador Marcos Mion e trio de jurados, Marco Camargo, Fafá de Belém e Supla. “Acho o programa muito legal, mesmo não concordando com alguns critérios do júri. Mas o importante é a experiência e a oportunidade de talvez poder deixar o meu trabalho em evidência”. Em todas as etapas os artistas passarão pelo crivo dos jurados, só na final voto será popular.

Betânia é artista completa. Canta desde os oito anos. Iniciou a carreira discretamente participando em coros e cantos cerimoniais. Logo, aprendeu a tocar violão, com o passar dos anos tornou-se regionalmente conhecida pelo talento e profissionalismo. Pelos palcos em que se apresentou encantou o público com um estilo e repertório eclético, mesclando MPB, pop rock e blues – canja para três horas de show e graça de sobra.

Nas horas vagas entre o emprego na escola Princesa Isabel, onde atua como monitora de informática, a musicista dá aulas de violão, é atriz do grupo teatral Foice Acena, integrante do coral Vocalize da Univates e ainda arranja tempo para tocar piano. Todo esse dom tem chances de nas próximas semanas estrelar na telinha da Record. Ela pretende seguir a carreira artística.

Por daiane