Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 10 de Agosto de 2020

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Política

Comitiva pede apoio para duplicação da ERS 130

, 1 de abril de 2012 às 8h45

Em audiência na tarde de quarta-feira, na presidência da Assembleia Legislativa, comitiva do Vale do Taquari pediu apoio do Parlamento gaúcho para a duplicação da RS-130, trecho entre Venâncio Aires e Muçum.

O presidente da Câmara de Indústria e Comércio do Vale do Taquari, Oreno Ardêmio Heineck, entregou relatório com dados estatísticos sobre o que a rodovia representa para a região e pediu aos deputados para que intercedam junto ao secretário da Infraestrutura e Logística, Beto Albuquerque, para que seja realizada audiência sobre o assunto. Querem ainda que a proposta de duplicação da RS 130 seja incluída pelo governo nas negociações com as concessionárias de pedágio.

Além do intenso tráfego de veículos e o número elevado de acidentes, os líderes argumentam que a região precisa de estradas em condições para escoar a produção. O prefeito de Arroio do Meio, Sidnei Eckert, citou como exemplo a unidade da Cosuel no município, que produz hoje 450 mil litros de leite por dia, mas tem a expectativa de aumentar a produtividade para 1,5 milhão de litros, produção esta que será escoada através da RS 130.

O presidente da Assembleia Legislativa, Alexandre Postal e o líder da bancada do PSDB na AL, deputado Lucas Redecker, comprometeram-se em interceder junto ao secretário Beto Albuquerque para agendar a audiência com a maior brevidade possível. Uma das primeiras medidas que deverão ser tomadas para o andamento da duplicação é a realização do projeto técnico da duplicação, o que deve custar em torno de R$ 5 milhões.

De acordo com o deputado Lucas Redecker, trafegam mais de seis mil veículos por dia, entre o trecho a ser duplicado, motivo por si só mais do que suficiente para a duplicação da estrada. “A infraestrutura logística é hoje um dos nossos principais gargalos no Estado. Não atraímos mais investimentos porque nossas estradas são caóticas. Já estamos correndo contra o tempo, porque queremos evitar que a RS 130 fique como a BR 116, por exemplo, com engarrafamentos intermináveis e que atrasam nosso crescimento industrial”, disse ele.

Participaram da audiência também o prefeito de Colinas, Gilberto Keller, o presidente da Associação Comercial, Industrial e Serviços de Arroio do Meio, Adailton Cezar Cé, o presidente da Associação Comercial de Lajeado, Ronaldo Zarpellon; os secretários municipais de Arroio do Meio Paulo Grassi e Márcio André Cazotti; o representante do Codevat, Áurio Scherer e o presidente da Caciva de Venâncio Aires, Claudiomar da Silva.

 

Por daiane