Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 25 de Setembro de 2020

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Geral

Loteamento Econômico já conta com rede de energia elétrica

, 25 de março de 2012 às 13h30

A Administração Municipal de Arroio do Meio iniciou nos últimos dias, através da empresa Cristel Sistemas de Comunicação Ltda, vencedora de processo licitatório, a execução da infraestrutura básica de energia elétrica do Loteamento Econômico localizado na estrada geral de Dona Rita. O investimento de R$ 65.670,51 compreende a instalação dos postes, que receberão iluminação pública e a rede de energia elétrica, prevendo atender a demanda dos moradores do futuro loteamento.

Durante o ano de 2011, foram executadas a demarcação dos lotes, abertura das ruas e drenagem pluvial do loteamento. A necessidade de disponibilizar lotes mais acessíveis à comunidade de baixa renda surgiu a partir de um levantamento feito pelo Setor de Habitação da prefeitura em 2009, que refletiu a dificuldade que algumas famílias têm em atingir os valores exigidos para obter financiamento bancário para aquisição do lote e a construção da casa. Realizado o levantamento, o Setor de Habitação obteve uma relação com mais de 280 famílias interessadas no projeto. Partindo deste princípio, a Administração Municipal passou a buscar alternativas viáveis para que os propósitos da população fossem alcançados, quando surgiu a possibilidade de firmar uma parceria entre o município e a iniciativa privada.

A lei nº 2.894/2010, de 11 de outubro de 2010, autoriza a instituição do Programa Habitacional de Loteamento Residencial, em parceria com proprietários da área localizada na estrada geral de Dona Rita, composta por 56 lotes, que somam 21.787,12 metros quadrados. Em face dos serviços de infraestrutura, que vão desde o desmembramento dos lotes, levantamento e projetos topográficos, abertura e ensaibramento das ruas e execução das redes de água, elétrica e pluvial, os proprietários cederão 28 lotes ao município e os restantes serão comercializados, atendendo as condições estabelecidas pelo programa municipal de habitação.

A proposta viabiliza o financiamento bancário para pessoas com baixa renda, que poderão adquirir o lote do município a preço de custo, e do proprietário a preços que ainda possibilitem recursos para a edificação da residência. Os últimos investimentos municipais voltados para lotes populares ocorreram na década de 1990.

 

Por Solano Linck