Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 26 de Julho de 2017

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Política

Mobilização cobra pedágio mais justo

, 27 de janeiro de 2012 às 8h33

A manifestação por um pedágio mais justo, ocorrida no entardecer de quarta-feira, em Palmas, Encantado, reuniu mais de 300 pessoas. A rodovia ERS-130 foi interrompida totalmente em três momentos distintos para manifestações e contou com o apoio dos motoristas, meios de comunicação, políticos, empresários e população em geral.

Cartazes cobraram a promessa de campanha do governador Tarso Genro em romper com os atuais contratos de pedágio, e das concessionárias uma coerência de obras diante da arrecadação. Várias autoridades regionais fizeram uso da palavra para apoiar o evento e denunciar o valor abusivo cobrado de cada veículo nas devidas praças.

A mobilização foi encabeçada por Jonas Calvi, vereador de Encantado. Segundo ele, um levantamento feito com oito empresas locais que utilizam a praça de pedágio localizada em Palmas dá conta de que desembolsaram mais de R$ 2 milhões em 2011. Um cartaz dizia que somente a Cosuel gastou R$ 1,57 milhões.

Também presente, o deputado estadual Alceu Barbosa Velho (PDT) disse que a melhor alternativa seria transformar as praças em pedágios comunitários. Ito Lannius, representando a CIC- Regional, citou a cobrança do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e a Contribuição de Intervenção de Domínio Econômico (Cide – combustíveis) e outras taxas que retêm valores para a manutenção das estradas. Segundo ele, ninguém é contra o pedágio desde que os valores sejam acessíveis e justos.

O prefeito em exercício de Encantado, José Calvi, acredita que o movimento foi um exemplo de civilidade. “Sem transtornos maiores, demonstramos nossa indignação ao atual modelo, queremos redução nas tarifas e definição mais objetiva de obras a serem executadas nas rodovias como acessos melhorados aos municípios, duplicação, entre outros. Esperamos que este grito chegue ao Piratini”, comentou. Toda a ação foi acompanhada pelo Polícia Rodoviária Estadual.

Por Jaqueline Manica
Cartazes, dizeres, narizes de palhaço, distribuição de panfletos e pronunciamentos marcaram a mobilização que fechou a ERS-130, logo após a praça de pedágio_Solano Linck

Cartazes, dizeres, narizes de palhaço, distribuição de panfletos e pronunciamentos marcaram a mobilização que fechou a ERS-130, logo após a praça de pedágio_Solano Linck