Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 15 de Outubro de 2019

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Economia

É hora de disciplinar os gastos

, 29 de janeiro de 2012 às 3h34

A disciplina e o autocontrole são a varinha mágica para não gastar o que pode faltar depois. Conselhos e dicas para evitar dívidas sempre são bem-vindas. O jeito é você somente gastar o que tem e nunca correrá o risco de endividar-se. Agora, se você é aquela pessoa que consegue fazer sobrar no final do mês, pode se considerar rica. No conceito da economia, rico não é quem ganha muito, mas quem gasta pouco. Mas como conseguir isso? – controlar as necessidades e o impulso consumista, advertem os economistas. A melhor forma de adquirir equilíbrio no orçamento ainda é comprar à vista, ficando longe do cheque pré-datado e do uso exagerado dos cartões de crédito, cuja conta para pagar vem logo em seguida. Também é aconselhável ensinar restrições aos filhos e educá-los para ideais alcançados pelo trabalho. Início de ano lembra impostos. Já estão aí o Imposto sobre Propriedade Territorial Urbano (IPTU), o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), as mensalidades e matrículas, o dízimo das igrejas, material escolar. Esteja preparado. Para elucidar mais algumas questões de economia, buscamos o conhecimento do professor universitário aposentado Ido Welp.

„ AT – Quais as dicas para uma boa educação financeira e a importância de um orçamento pessoal e doméstico?

Ido Welp – Nos dias atuais, a sedução pelo consumo é acirrada por instrumentos sofisticados como o marketing, tanto no setor de vendas de bens como de serviços. É necessário que o consumidor analise muito bem o ato de comprar, fazendo uma análise apurada para não desequilibrar seu orçamento pessoal ou doméstico.

„ AT – O pior gasto é aquele que não gera benefício algum. Quais as dicas para o pagamento de contas e compras?

Professor – O ideal é avaliar o custo/beneficio na aquisição de um bem. Isto é, ver se vale a pena adquirir qualquer bem ou serviço, qual é seu retorno, sob o aspecto de satisfação pessoal ou econômico.

„ AT – Quanto representam as despesas fixas do brasileiro no seu salário?

Professor – A despesa fixa, que é aquela que o consumidor terá todos os meses, de acordo com seu padrão social é difícil apurar. Neste caso é conveniente usar o bom senso, pois a questão é muito subjetiva.

„ AT – Quais as dicas para reduzir valores por serviços adicionais que você não utiliza no telefone fixo ou celular, na tv a cabo, na internet e similares, na associação de clubes que você pouco frequenta e em seguros?

Professor – Esta questão não foge a regra, pois merece uma análise criteriosa. Verificar se é dispensável ou não para o andamento de seu padrão de vida.

„ AT – Quais as dicas para quem pretende viajar?

Professor – Impreterivelmente ficar atento às promoções.

„ AT – É comum a existência de convênios com empresas, cartões de crédito, associações, clubes, condomínios entre outros para ter o privilégio da sua presença como consumidor. É importante descobrir se você é beneficiário de algum convênio antes de pagar qualquer conta. E quanto à pechincha?

Professor – É um incentivo que a empresa dá a seus funcionários e não incidem impostos como se fosse salários (INSS,FGTS, IR). Compete ao funcionário gerenciar de forma mais eficiente este beneficio para obter os melhores resultados.

„ AT – Quais as melhores aplicações no momento?

Professor – Também é uma questão subjetiva. Se considerarmos as perspectivas do crescimento econômico mundial, que é de vital importância neste aspecto, o mercado de capitais será muito vulnerável e de difícil acompanhamento, então é aconselhável a poupança. Não esquecendo a premissa de que, quanto maior a possibilidade de ganho, maior é o risco. E finalizando, é de bom alvitre na gestão financeira a disciplina.

Por Jaqueline Manica