Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 08 de Dezembro de 2019

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Economia

Cosuel anuncia investimentos

Com mais de R$ 5 milhões de investimento, estrutura inclui ainda farmácia e agropecuária

, 20 de janeiro de 2012 às 8h05

A Cooperativa dos Suinocultores de Encantado (Cosuel) irá construir um supermercado em Arroio do Meio. A previsão é de que a terraplenagem do terreno inicie em março. De acordo com o gerente da Divisão Varejo da cooperativa, Rui Rahmeier, 80 novos empregos serão gerados.

O novo supermercado ficará às margens da ERS-130, próximo ao trevo de entrada da cidade, no sentido Encantado. Aos fundos, terá acesso à rua Dom Pedro II, que faz ligação com o Centro (ver no mapa). Com 5.900 mil metros quadrados, o empreendimento terá 150 vagas para estacionamento, sendo 85 com cobertura na parte subterrânea.

“Trata-se de uma estrutura moderna, que irá oferecer bom atendimento e produtos de qualidade com preços acessíveis para o consumidor”, define o gerente. Além de farmácia e casa agropecuária, o supermercado contará com padaria, açougue e setor de hortifrutigranjeiros. O objetivo é atender funcionários, associados e público em geral.

Os investimentos da Cosuel contribuem significativamente para o desenvolvimento do município, segundo o prefeito de Arroio do Meio, Sidnei Eckert. “Como as características da cooperativa se encaixam na nossa cultura da agricultura familiar, a parceria se torna boa opção para todos”, explica.

Atualmente, Arroio do Meio possui uma indústria de beneficiamento de leite Dália. Além do supermercado, R$ 54 milhões estão sendo investidos na nova fábrica de leite em pó e R$ 15 milhões na nova planta de leite UHT, a ser construída neste ano. No total, o investimento chega a R$ 74 milhões.

Desconto especial

Funcionários e associados receberão descontos no supermercado e na farmácia. Na agropecuária, o associado terá acesso aos produtos a preço de custo. Segundo o diretor-superintendente da Cosuel, Carlos Alberto de F. Freitas, a cooperativa entende que não deve lucrar em cima dos insumos (vacinas, medicamentos, adubos, sementes, equipamentos e rações) destinados à produção agropecuária.

O objetivo é reduzir as despesas do associado. Inspirada na filosofia do cooperativismo europeu, essa política já é praticada há mais de 10 anos. “A Cosuel é uma cooperativa que tem como foco a promoção do desenvolvimento econômico e social dos seus colaboradores”, justifica Carlos Alberto.

Para o diretor-superintendente, a renda deve sair da industrialização e da venda dos produtos produzidos pelos associados. Além disso, sobre o lucro da agropecuária com terceiros, o associado recebe uma porcentagem, valor proporcional ao número de compras do produtor durante o ano.

Por Jaqueline Manica