Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 08 de Dezembro de 2019

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Agricultura

Mais de 12 mil animais devem ser vacinados contra a aftosa

Produtores que se enquadram no Pronaf ou possuem até 50 animais recebem as doses gratuitamente

, 4 de novembro de 2011 às 9h09

Iniciou na terça-feira, dia 1º de novembro, a campanha de vacinação contra a febre aftosa aos bovinos e bubalinos com até 24 meses, em todo o Rio Grande do Sul. A vacinação é um reforço à dose aplicada nos animais no mês de maio. Recebem gratuitamente a vacina os agricultores enquadrados no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e aqueles que possuem rebanho de até 50 animais. Os demais devem adquirir a vacina nas casas agropecuárias portando caixa de isopor com gelo, aplicar e prestar contas à inspetoria até o fim da campanha, dia 30 de novembro.

A vacina deve ser mantida a um acondicionamento de 2 a 8 graus centígrados (geladeira). Quem não comprovar a vacinação será enquadrado como inadimplente. A aplicação da dose é subcutânea. Cada animal deve ser imunizado com 5 ml, independente do peso e idade. A vacina não tem contra-indicação. Uma reação no local da aplicação é comum pelo componente oleoso da vacina.

A expectativa do médico veterinário, Luiz Cezar Cougo, responsável pelo órgão que representa Arroio do Meio, Capitão, Travesseiro e Pouso Novo, é de vacinar mais de 12 mil animais. Destes, 4.500 em Arroio do Meio e 2.200 em Capitão, os dois municípios que disponibilizam vacinadores. Em Arroio do Meio, serão três vacinadores que passarão nas propriedades e cobrarão o valor de R$ 1,50 por dose aplicada. É importante que os proprietários deixem os animais presos no dia combinado para a vacinação. Em Travesseiro e Pouso Novo, os criadores devem retirar as vacinas e aplicá-las.

Por Jaqueline Manica