Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 05 de Agosto de 2020

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Agricultura

BRF x Doux Frangosul

24 de novembro de 2011 às 16h30

Há bastante tempo vimos tendo informações sobre possíveis negocia¬ções entre a Brasil Foods – BRF (antiga Avipal e Perdigão) e a Doux Frangosul. Os comentários dão conta de que esta última seria absorvida (adquirida) pela BRF, encerrando um período de dificuldades, com atrasos nos pagamentos de lotes de suínos e de frangos de corte e até mesmo no fornecimento de insumos para os animais alojados em propriedades integradas.

Existe um órgão, vinculado do Ministério da Justiça, conhecido pela sigla Cade, ou seja, Conselho Administrativo de Defesa Econômica, que analisa e se manifesta sobre negociações entre empresas, especialmente quando se trata de absorção de uma pela outra, ou incorporações, etc.

A concorrência entre empresas normalmente é vista como benéfica, ainda mais quando se trata de integradoras, que envolvem expressivo número de fornecedores. Do contrário, o monopólio tem o rótulo de domínio de mercado ou de comércio, estabelecendo as condições, preços, prazos, etc., inibindo as alternativas de negócios para quem produz.

A crise na economia mundial ou global realmente não dá tranquilidade a ninguém e nem mesmo o capital francês, como é o caso da Doux, conseguiu estabilizar-se, frustrando certamente o seu projeto quando há alguns anos juntou-se à Frangosul.

Mas, enquanto a BRF acena com a possibilidade de compra da Frangosul, curiosamente surgem boatos de que a própria Brasil Foods estaria em negociações de sua venda.

Com tanto diz-que-diz, quem fica nas ondas das conversas é o produtor. São naturais as preocupações, as incertezas e os investimentos são prejudicados. O empreendedor precisa de sossego e de perspectivas de longo prazo.

A propósito das empresas integradoras, tramita no Congresso Nacional um projeto de lei que propõe uma renda mínima para os produtores que participam de sistemas integrados. A matéria está na fase de análises em Comissões, no Senado, e posteriormente passará pelo crivo da Câmara dos Deputados.

Seminários

Dentro do clima dos 77 anos de emancipação do município de Arroio do Meio, a Secretaria Municipal de Agricultura e a Emater promovem, nesta sexta-feira, 25, o 3º Seminário do Leite, quando na terça-feira foi a vez de um debate sobre a utilização de dejetos animais como fertilizantes e como fonte de produção de energia (bioenergia ou energia limpa).

Em especial o evento da tarde de hoje é importante, na medida em que envolve uma atividade econômica que dentro do setor da produção primária ocupa o terceiro lugar em geração de renda.

Segundo informações veiculadas, estão sendo entregues os primeiros 55 certificados de propriedades livres de tuberculose e brucelose, como consequência do desenvolvimento do plano piloto da comarca. Das 2.700 propriedades envolvidas no processo, apenas em torno de 100 têm o certificado, fato que é alvo de avaliações e até de ansiedades.

Aniversário

A data de aniversário sempre merece ser lembrada. E não é diferente com o município, que na segunda-feira, dia 28, completa 77 anos de autonomia ou independência. Parabéns a todos os munícipes, mas especialmente aos que têm mais de 77 anos, participando de todos os passos desta terra especial.

Por Jaqueline Manica