Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 20 de Agosto de 2019

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Agricultura

Câmara Setorial do Leite aprova plano estadual

, 15 de outubro de 2011 às 11h20

Em reunião realizada na segunda-feira, coordenada pelo secretário estadual da Agricultura, Pecuária e Agronegócio (Seapa), Luiz Fernando Mainardi, a Câmara Setorial do Leite do RS aprovou o Programa Estadual de Certificação Sanitária em Brucelose e Tuberculose Bovídea (Procetube).

Agora, a sugestão irá ao governador Tarso Genro para aprovação final e definição do seu lançamento. A sugestão da Câmara também envolve convite ao ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Mendes Ribeiro Filho, devido ao ineditismo e importância da iniciativa. O RS será o primeiro estado a buscar a certificação oficial da sua área geográfica com base no Programa Nacional de Certificação e Erradicação da Brucelose e Tuberculose animal (Pncebt), do Mapa.

O Procetube foi construído a partir do projeto piloto nacional da Comarca de Arroio do Meio, que está realizando o saneamento da área dos seis municípios que a integram. Até então, o Pncebt do Mapa previa apenas a certificação por propriedade rural. Esta prática não vinha conferindo a velocidade necessária de aumentar a comercialização de lácteos, principalmente porque mercados externos importantes passaram a exigir que os produtos fossem originários de leite certificado oficialmente, explica o coordenador do projeto piloto nacional da Comarca de Arroio do Meio, Oreno Ardêmio Heineck.

Após a apresentação do programa pelo presidente do Fundo de Desenvolvimento e Defesa Sanitária Animal – Fundesa, Rogério Kerber, a Câmara do Leite – na qual estão representados todos os elos desta cadeia produtiva – debateu o assunto, elogiando a corajosa iniciativa do Estado. “O crescimento dos mercados interno e externo dos nossos lácteos depende deste esforço de saneamento, imprescindível para elevá-los ao nível das cadeias de suínos e de frango. As barreiras no mercado internacional não são mais tarifárias, mas sanitárias”, esclarece Heineck.

O plano de Mainardi é “levar esta importante aprovação ao governador que já conhece o assunto em linhas gerais e vinha nos pedindo seu encaminhamento, pois vem ao encontro da sua linha de governo de criar programas de desenvolvimento e de inclusão social”. “Nossa sugestão será no sentido de que aconteça com a brevidade possível”, reforça.

O Procetube foi estruturado até aqui por grupo de trabalho estadual integrado por representantes do Mapa/RS, Jorge Meana; da Seapa, Eraldo Leão Marques; do Fundesa, Rogério Kerber; e do projeto piloto Comarca de Arroio do Meio.

Por Jaqueline Manica