Jornal O Alto Taquari  .  Arroio do Meio, 15 de Outubro de 2019

O Alto Taquari

Jornal da Semana
Meio Ambiente

Nova oportunidade para descarte de material eletrônico

Campanha é promovida pelo Sistema Fecomércio/Sesc/Senac, em parceria com a Prefeitura de Arroio do Meio, através do Departamento do Meio Ambiente e conta com o apoio da secretaria de Indústria, Comércio e Turismo e CDL

, 16 de setembro de 2011 às 8h40

Dando continuidade à Campanha de recolhimento de materiais eletrônicos e telefonia pós-consumo, promovida pelo Sistema Fecomércio/Sesc/Senac, em parceria com a Prefeitura de Arroio do Meio, através do Departamento do Meio Ambiente, ocorre neste sábado, dia 17, mais uma mobilização para recolhimento destes equipamentos em desuso.

O ponto de coleta será montado na Rua de Eventos localizada junto à Praça Flores da Cunha e funcionará das 8h às 12h. A comunidade pode fazer o descarte de equipamentos como monitores, CPUs, mouses, caixas de som, teclados, impressoras, estabilizadores, nobreaks, celulares, baterias, telefones de mesa, telefones sem fio, carregadores, centrais telefônicas, placas de rede, placas de som, placas de vídeo, decodificadores, entre outros. Além deste ponto, as escolas municipais de Ensino Fundamental São Caetano, João Beda Körbes, Bela Vista, Arlindo Back, Barra do Forqueta, Dona Rita e Getúlio Vargas também aderiram à campanha, sendo pontos fixos de coleta.

Esta semana as empresas do município que aderiram à campa¬nha tiveram a oportunidade de descartar os seus equipamentos. A coleta foi feita na última quarta-feira, dia 14, nas dependências da Comunidade Luterana São Paulo. Segundo Juliana Salvi, coordenadora do Departamento do Meio Ambiente, mais de 200 equipamentos de informática foram recolhidos, entre monitores, CPUs, impressoras e teclados.

Os materiais arrecadados serão contabilizados na próxima semana. Após, serão recolhidos por uma em¬presa de Porto Alegre, responsável pela triagem e encaminhamento para reciclagem.

A campanha conta ainda com apoio da secretaria de Indústria, Comércio e Turismo e Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).

 

Por Jaqueline Manica